Policial

Ministério Público investiga intoxicação por agrotóxico em Vilhena

Defensivos teriam sido emitidos em propriedades agrícolas próximas de áreas residenciais. Prefeitura informou que irá apurar a situação.

O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) investiga a suspeita de intoxicação por agrotóxico em 13 bairros de Vilhena (RO), na região do Cone Sul. Os defensivos teriam sido emitidos em propriedades agrícolas próximas de áreas residenciais, provocando um problema de saúde pública. A prefeitura informou que foi notificada na manhã desta segunda-feira, 25 de Março, e irá apurar a situação.

O MP-RO instaurou inquérito civil público com o objetivo de investigar o dano à saúde da coletividade, pelo suposto uso de agrotóxico nas lavouras localizadas nas proximidades dos bairros.

Conforme o MP-RO, consta na reclamação que o uso de defensivos agrícolas ocorre durante todo o ano e, em razão do odor que é levado pela dissipação do vento às residências, acaba prejudicando a saúde dos moradores.

Há indícios de intoxicação nos Bairros Assosete, Orleans, Alvorada, Residencial Ipê, Barão do Melgaço III, Residencial Santos Dumont II, Residencial Hípica, Residencial Iquê, Residencial Bandeirantes, Setor 06, Setor 12, Setor 56 e Bairro Praças de Vilhena.

No inquérito, são investigados o município de Vilhena, as Secretarias Municipais de Saúde, Agricultura e de Meio Ambiente e também o proprietário de um imóvel rural. Na ação, o órgão ministerial pede que as secretarias apresentem relatórios sobre a situação, com providências para resolver o problema.

A prefeitura informou que as secretarias envolvidas irão apurar o caso por meio de reuniões, visitas e coletas de materiais para análise. A previsão para a solução do problema não foi passada.

O nome do proprietário do imóvel rural não foi divulgado.

Fonte: G1 RO

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close