Policial

Polícia Militar prende homem que furtou Loja Americanas no Centro

Com ele, roupas furtadas não foram encontradas, mas objetos furtados em outros locais foram apreendidos

O furto foi registrado na tarde deste sábado, 29 de Dezembro, na Loja Americanas que fica localizada na rua Geraldo Magela, no Centro de Vilhena, em frente à praça Nossa Senhora Aparecida.

Rádiopatrulhas da Polícia Militar dirigiram-se ao local, onde em contato com o funcionário de 19 anos, este relatou que um cliente lhe procurou para informar que flagrou o momento em que um rapaz trajando um moletom da seleção brasileira colocou peças de roupas nas vestes. Neste momento, ele e o clinte tentaram abordar o suspeito, porém, o homem empreendeu fuga a bordo de uma bicicleta. O cliente teria dito o nome do infrator e o local onde este mora.

De posse das informações, as rádiopatrulhas deslocaram-se até a casa do infrator Pablo Guiaroni Kanopp, de 33 anos, localizada na rua Genival Nunes da Costa, no bairro BNH; local este onde reside a avó do acusado. Ele que é bem conhecido das guarnições pela prática de diversos delitos e encontra-se atualmente no regime aberto.

No local, os policiais conversaram com a mãe de Pablo, aqual relatou que o filho havia acabado de chegar, e que ele estava trajando o referido moletom da seleção brasileira. Os policiais perguntaram a ela se Pablo teria chegado com algum objeto, sendo que a mulher disse não ter notado, permitindo que os militares revistassem o local.

A própria mãe do acusado, encontrou uma sacola plástica contendo vários objetos, dentre eles perfumes, carteiras porta documentos, correntes de cor dourada e roupas. Pablo foi preso e ao ser questionado sobre onde furtou tais objetos, ele negou-se em prestar informações.

Com ele preso, os policiais retornaram até a loja Americanas e em contato com o funcionário, este não reconheceu os objetos apreendidos, mas reconheceu o acusado. Os policiais realizaram diligências nas lojas do Centro para descobrir de onde pertenciam os produtos furtados, mas sem êxito, uma vez que as lojas já encontravam-se fechadas.

O acusado foi apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) onde assinou a um termo circunstânciado (TC) e foi liberado para responder ao inquérito em liberdade, uma vez que não havia vítimas que pudessem reconhecer os objetos furtados como sendo delas ou de suas empresas.

Pablo já foi preso diversas vezes pela Polícia Militar e é conhecido pela prática de crimes de furto e roubo

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar