Policial

Polícia Civil prende jovem que matou professor federal a facadas em Juína. Menor está foragido

Familiares do acusado o entregaram para polícia, informando que o mesmo e um menor pratiaram o homicídio

Numa ação rápida de investigação da Polícia Judiciária Civil de Juína, no Mato Grosso, um crime bárbaro de homicídio praticado contra o professor de língua portuguesa Denis Alves Faria, 44, nesta segunda-feira (19), foi elucidado e seus autores identificados. Um dos acusados foi preso em flagrante no hospital municipal.

Trata-se de Harisson Patrik Oliveira Ferreira, de 18 anos, que em companhia de um adolescente de 17 anos foi até a casa de Denis para consumir droga e bebida alcoólica.

Durante o encontro por motivos ainda a ser esclarecidos assassinaram cruelmente a vítima, depois fugiram levando notebook, DVD, nota de dinheiro e um papel com identificação do IFMT, além da motocicleta XRE que pertence ao professor.

O adolescente está foragido. Ele teve envolvimento na morte do enfermeiro Benedito Donizete Gumiere, 54, morto a pauladas e teve seu corpo parcialmente queimado em Castanheira.

Harisson foi preso no hospital municipal ele estava com cortes no ombro e braço devido à luta corporal que teve com o professor.

Ferido, Harisson foi socorrido pelo SAMU em sua residência e contou uma história de que teria sido abordado por quatro rapazes  na rua que o tentaram matar na madrugada do crime próximo ao motel da cidade.

Porém, a mãe de Harisson revelou aos policiais que a versão do filho era uma farsa e que ele estava esfaqueado porque junto com o adolescente teria assassinado o professor Denis. A irmã dele também confirmou que ambos foram os autores do homicídio e que teriam chegado a sua casa com a moto XRE e uma mochila com objetos da vítima.

Durante todo o dia, os policiais civis realizaram várias diligências, e numa delas aos fundos da residência do acusado, encontraram os pertences de Denis que estava enterrado. As testemunhas disseram que os pertences foram enterrados pelo adolescente foragido e por Vanderlei Justino Gonçalves que também foi preso.

Em outra ação policial, já na casa de Vanderlei a equipe de investigadores encontrou jóias que pertence a Denis.

Os materiais, testemunhas e suspeito foram levados a delegacia de polícia.

Apenas Harisson não foi conduzido por estar recebendo cuidados médicos no hospital municipal, mas está preso sob custódia da polícia.

A motocicleta XRE foi encontrada pela PM no fim da tarde de ontem no bairro Padre Duílio.

O flagrante está sendo conduzido pelo delegado de polícia José Carlos Damian.

O crime

Como anunciamos em primeira mão, o professor Denis Alves de Faria foi encontrado morto a golpes de faca em sua residência na Rua Umuarama, no bairro, módulo – 5, na tarde de ontem. Ele estava no quarto seminu com várias perfurações.

Havia sangue por toda a casa, a polícia acredita que ele entrou em luta corporal com os agressores, mas acabou sendo morto.

Uma testemunha relatou a polícia que foi até a casa dele e o chamou por várias vezes, mas como ele não respondia resolveu entrar e o encontrou morto.

Nota de Pesar do IFMT

É com todo pesar que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia campus Juína traz a triste notícia do falecimento do professor Denis Alves de Farias. Ele parte deixando-nos muitas lições de companheirismo, amizade, dedicação e humanidade.

Denis era professor de Português/literatura do IFMT campus Juína e infelizmente veio a falecer nesta segunda feira (19/11) vítima de assassinato.

Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre está imensurável perda, os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade.

A Deus pedimos também que dê ao professor o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

A direção geral do campus divulga que a instituição está de luto oficial e informa aos alunos dos cursos superiores que não haverá aula no período noturno nesta segunda-feira (19/11) e que durante a terça-feira as atividades em alusão o dia da consciência negra que aconteceriam durante o dia também estão suspensas.

Fonte: Juína News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)