Policial

PF deflagra operação no Mato Grosso; grupo criminoso que atuava em segurança agia também em Vilhena

Operação “PERICULUM” cumpre mandados expedidos por juiz federal de Vilhena

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 18, a Operação “PERICULUM”, para combater empresas clandestinas de segurança privada no Estado do Mato Grosso.

Policiais Federais estão cumprindo 14 mandados judiciais nas cidades Araputanga/MT, Pontes e Lacerda/MT e Várzea Grande/MT, sendo 03 de prisão temporária, 07 de busca e apreensão e 04 de suspensão das atividades de natureza econômica das empresas, expedidos pelo Juiz Federal da Subseção Judiciária de Vilhena.

Durante as investigações relacionadas à Operação “PERICULUM”, a Polícia Federal de Vilhena identificou um grupo criminoso que utilizava o nome de uma empresa legal de segurança privada de São Paulo, como se fossem representantes da referida companhia, fraudando documentos e apresentando aos órgãos fiscalizadores, que, neste caso, seria a própria Polícia Federal. Conforme apurado, o grupo criminoso realizou a segurança privada ilegal em diversos eventos na cidade de Vilhena.

Ao longo das investigações, foi apurado que as quatro empresas dos investigados encontram-se em situação de clandestinidade por ausência de registro perante a Polícia Federal, pondo em risco a integridade física e patrimonial dos contratantes e do público em geral, visto que os profissionais contratados não possuem nenhum tipo de treinamento.

Os presos, após serem ouvidos nos locais, serão encaminhados para os respectivos presídios e responderão, perante a Justiça Federal, pelos crimes de associação criminosa, falsificação de documento particular e uso de documento falso.

Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close