Geral

NOTA DE DESAGRAVO DA MÉDICA FABIANA COUTO DE MELO MIGIYAMA

“A verdade sempre prevalece.”

No dia 29/01/2019 este site publicou matéria com o título: Denúncia: Médicos legistas tiram plantões no Hospital Regional e UNISP no mesmo dia e horário”.

Na ocasião foram publicadas escalas de plantões da UNISP e do Hospital Regional de Vilhena-HRV com a equivocada informação de que a médica Fabiana Couto de Melo Migiyama estaria de plantão em ambos os locais, nos mesmos horários, nos dias 15 e 16/12/2018.

É preciso aqui fazer justiça e esclarecer aos leitores deste site e das redes sociais, que a denuncia veiculada por este site envolvendo o nome da médica Fabiana Migiyama não passa de uma falsa notícia, que engana a sociedade, causando prejuízos à hora e à moral da profissional acusada injustamente.

Esse injusto constrangimento ocorreu por que a denuncia veiculada foi pautada em um documento apócrifo, não assinado pela autoridade competente, tendo este noticiário, se omitido quanto ao dever objetivo de checagem da veracidade do fato denunciado pelo denunciante.

A matéria enganosa publicou duas escalas de plantões médicos sendo uma da UNISP e outra do HRV, nas quais Dra. Fabiana Migiyama supostamente estaria escalada em plantões de ambos os órgãos, nos mesmos dias e horários das datas de 15 e 16/12/2018.

A verdade é que nesses dias Dra. Fabiana Migiyama cumpriu com seus plantões na UNISP, sendo esta a escala oficial e verdadeira.

Já a escala do HRV não é oficial e sequer está assinada pelo diretor da unidade, deixando claro a toda a sociedade que nos dias 15 e 16/12/2018, Dra. Fabiana não estava de plantão no HRV, mas sim e tão somente na UNISP onde tirou seus plantões regularmente.

Acredita-se que a escala enganosa não passe de um mero esboço apresentado previamente pela diretoria do HRV ao corpo médico da unidade para que os profissionais organizem seus plantões, justamente para evitar escalas conflituosas.

Importante esclarecer à toda a sociedade, inclusive aos respeitáveis órgãos de fiscalização e controle, que o HRV dispõe de sistema de controle de ponto biométrico, por meio do qual os médicos plantonistas registram entradas e saídas com identificação de suas digitais, sendo, portanto, impossível o cometimento de qualquer fraude.

Como prova da falsidade da notícia e da plena regularidade das escalas de seus plantões, Fabiana Migiyama apresenta ao público leitor sua escala de plantões e sua folha de ponto do HRV, referente ao mês de dezembro de 2018, provando que não estava de plantão naquela unidade nos dias 15 e 16/12/2018, bem como que seus plantões foram regularmente cumpridos nos dias 03, 13, 14, 17, 19 e 20 de dezembro de 2018.

A veracidade da presença da médica nos plantões do HRV podem ser confirmadas materialmente pelos documentos assentados nos arquivos da unidade hospitalar, correspondentes aos prontuários médicos e aos livros de realizações de cirurgias dos centros cirúrgicos do nosocômio, provando induvidosamente e efetivo cumprimento de suas atividades médicas na unidade nos dias anotados em sua escala de plantões oficial e verdadeira.

Em fim, a médica Fabiana Migiyama faz registrar que ao longo de sua carreira de mais de dez anos junto ao HRV e seis anos junto à Policia Civil, jamais descumpriu qualquer obrigação funcional, e que sua atuação profissional é pautada na ética e na excelência de seus serviços, tal qual conforme se comprometeu em seu juramento, e assim continuará a trabalhar reafirmando seu compromisso com a sociedade local e todos os seus pacientes.

Nós, do Jornal Rota Policial News, lamentamos o ocorrido e pedimos as sinceras desculpas pelo erro. Erramos em acreditar na boa fé do denunciante, o qual, de fato, enviou documentos falsos a está mídia eletrônica e erramos em não apurar a veracidade da informação. No mais, estamos aberto as críticas e as aceitamos, pois, se erramos, devemos arcar com as consequências. Perdão a toda sociedade.

Redação

Rota Policial News

 

Artigos Relacionados

Fechar