Policial

Não era o filho: “Noturno” coloca na cabeça que foi delatado e atira contra vizinho de quem suspeitava

Testemunhas viram o acusado rondando o imóvel trazendo consigo uma arma de fogo

 

Ao concluir as investigações sobre a tentativa de assassinato que aconteceu no dia 31 de julho deste ano, no bairro Cohabinha, em Vilhena, a Polícia Civil descartou a possibilidade de alvo errado. (Veja Aqui)

Ao prenderem Gustavo Ribeiro da Silva, o “Noturno” como é (muito) conhecido no mundo do crime os investigadores conseguiram concluir o quebra-cabeça do crime.

De acordo com as investigações, Noturno colocou na cabeça que alguém havia lhe delatado à polícia – pois ele comanda um ponto de venda de drogas no bairro – e concluiu que o trabalhador de fazenda, Vilmar Cordeiro dos Santos teria sido o informante.

Testemunhas confirmaram que viram Noturno andando armado nas proximidades da residência da vítima. Ele então teria invadido a residência de Vilmar, que quando percebeu o ataque, tentou fugir com seu carro, porém o autor do disparo atirou de fora pra dentro do veículo e em seguida fugiu acreditando ter matado o possível informante.

O quadro clínico da vítima inspirava cuidados, mas ele sobreviveu à emboscada. Vilmar deixou a cidade para se proteger. No início das investigações, a polícia trabalhava com a possibilidade de o alvo ser o filho da vítima, o que foi descartado logo em seguida.

Noturno tem diversas passagens pela polícia, é ligado à facções criminosas e irá responder pelo crime preso.

Carlos Mont Serrate

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar