Policial

Em Vilhena, cães precisam ser abatidos por conta de ataques

Na sexta-feira, Pitbull atacou populares e precisou ser abatido

Na última sexta-feira, 28 de Dezembro, um morador do bairro Moysés de Freitas, em Vilhena, acionou a Polícia Militar, avisando que um cão da raça pit bull estava solto na ruas, atacando outros animais e ameaçando as pessoas que passavam pelo local. Ainda na sexta-feira, outro animal da mesma raça, atacou duas crianças no Setor 06; porém, como o proprietário do animal conseguiu contê-lo, este não precisou ser sacrificado.

Quando chegaram ao local indicado, os policiais encontraram o cachorro todo sujo de sangue, resultado dos ataques que já havia feito. O dono do animal não estava em casa e, por isso, um sargento abateu o cão com dois tiros de pistola .40. O SAAE foi acionado para recolher o corpo.

Os ataques de cães em Vilhena têm assustado a população e levado a PM a abater alguns. Em setembro deste ano, uma garotinha de apenas 8 anos foi vítima de um desses ataques. Ela foi mordida em várias partes do corpo, ao tentar entrar na casa da irmã e ser atacada pelo pit bull que estava no quintal

Grande parte dos ataques deve-se ao fato de proprietários de animais de grande porte na cidade não terem o mínimo de cuidado com a cautela desses animais, deixando-os soltos na rua e sem fucinheira. Proprietários que forem identificados podem ser presos e responderem pelo crime na Justiça.

Fonte: Folha do Sul Online/Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar