Policial

Após fugir e fazer família refém, marginal é morto pela polícia

Ele estava em um carro com mais duas pessoas. Condutora não obedeceu ordem de parada da PM e, depois de bater em outro carro, grupo invadiu casa

Um marginal foi morto na tarde do último sábado, 15 de Janeiro, por policiais militares do Distrito Federal após fazer uma família refém em Ceilândia Sul e atirar contra os PMs. A ação ocorreu por volta das 18h30. A idade do suspeito não foi divulgada.

De acordo com informações passadas pela polícia militar, uma equipe de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam) que patrulhavam a Ceilândia Sul avistaram um Ford Ka conduzido por uma mulher e com dois homens como passageiros.

A PMDF afirmou que a motorista aparentou muito nervosismo ao ver a viatura, o que levantou suspeita e chamou a atenção dos policiais.

Os PMs deram ordem de parada ao veículo, mas a condutora desobedeceu, acelerou o carro e tentou fugir. Os policiais seguiram o grupo e, no percurso, os suspeitos arremessaram na pista tabletes de entorpecentes.

Fuga

Na altura da QNN 2/4, a mulher colidiu contra outro Ford Ka, que estava estacionado. Os dois homens saíram correndo do carro e subiram nos telhados das casas do conjunto I da QNN 4.

Um dos homens estava armado e efetuou disparos contra a equipe militar. Em seguida, o foragido invadiu uma casa e fez os moradores, um casal, de reféns. Os policiais entraram na residência e encontraram o homem em um dos cômodos.

O suspeito novamente atirou em direção aos policiais, que não tiveram alternativa e revidaram a agressão e alvejaram o homem.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e o detido foi levado ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), onde veio a óbito.

Os policiais apreenderam um revólver calibre 38 com quatro munições deflagradas e duas intactas, além de cerca de 6kg de maconha. A mulher foi detida e a ocorrência foi registrada na 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro).

Fonte: Correio Braziliense

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)