Geral

A convite da Câmara, secretário revela sequência de erros que atrasaram obras de asfalto na cidade

Parados desde 2015, Semplan prevê execução das obras em 2019 e 2020

Solicitado pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Vereadores (CMV), Samir Ali, o secretário de Planejamento, Ricardo Zancan, explicou a sequência de erros que, desde 2015, estão atrasando o início das obras de asfaltamento em vários bairros da cidade. Complexa, a situação está na Justiça, mas pode ser resolvida com medidas que a atual gestão já tomou.
As obras de asfaltamento das avenidas Rondônia, 1° de Maio e Tancredo Neves, bem como outros bairros, ainda não aconteceram, apesar de seus projetos e compromissos terem sido feitos ainda em 2015. Após uma série de pedidos de distrato, suspensões da obra, inadimplência da Prefeitura, descumprimento dos termos pelas empresas, desistências e ações judiciais, a situação se desdobrou em duas ações e está atualmente na Justiça.
“Assim que a atual gestão assumiu o imbróglio, estamos atuando em duas vias: na revisão dos projetos e na elaboração de um acordo administrativo. Essa demora de quase 4 anos desde que as planilhas foram elaboradas fez com que os valores da obra ficassem defasados. Quando, de fato, formos executar, a atual gestão terá um custo de R$ 5 milhões a mais do que teria se todos esses problemas não tivessem acontecido”, revelou Ricardo.
O valor deverá ser a contrapartida que a Prefeitura precisa dar para que a execução seja feita, independente de qual empresa assuma a realização dos asfaltamentos. A soma representa aumento de cerca de 40% no valor inicial.
PREVISÃO – Mesmo dependendo da decisão da Justiça em dois processos, a Secretaria de Planejamento prevê que a execução das obras possa começar em 2019 e 2020. Os projetos serão responsáveis pelo asfaltamento de 10 quilômetros de ruas e avenidas em vários pontos da cidade.
“Assumimos com prazer essa situação, pois agora temos a oportunidade de resolver o problema e, afinal, fazer as obras que tanto são esperadas pela população. É difícil, complexo e moroso, mas estamos sendo bem recebidos por todas as partes e, demonstrando sincero interesse na solução do problema, pretendemos realizar asfaltamento em vários bairros da cidade enquanto eu estiver na Prefeitura”, revela o prefeito Eduardo Japonês.
Após várias perguntas direcionadas ao secretário, os vereadores agradeceram a disposição da Prefeitura em atender a um ofício do vice-presidente da CMV e elogiaram a explicação dos questionamentos levantados. Preocupados com a qualidade do serviço, o prazo na execução e o cumprimento dos contratos, os edis reforçaram seu compromisso em fiscalizar e ajudar no andamento dos processos.
Semcom
Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close