Geral

Vilhena comemora seu 41º aniversário, Rota Policial News parabeniza cidade Portal da Amazônia

Parabéns ao 4º município mais populoso do Estado de Rondônia e primeiro do Cone Sul

Vilhena é um município brasileiro do estado de Rondônia, com sua população estimada em 97.448 habitantes, segundo dados de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sendo o quarto município mais populoso de Rondônia e o 1º mais populoso do Cone Sul do Estado.

Com o segundo melhor IDH de Rondônia, a cidade encontra-se em constante expansão nos setores da indústria, comércio e serviços, além de constituir um forte pólo agrícola na região. Além disso, a cidade vem se tornando um grande pólo educacional, atraindo diversos estudantes de uma macroregião que abrange a região sul de Rondônia e norte do Mato Grosso.

O município é conhecido como Portal da Amazônia por estar situado na entrada da região Amazônica Ocidental. Além disso, é conhecida também como Cidade Clima da Amazônia por ter uma temperatura média menor que outras cidades da Região Norte. Nos tempos de sua colonização também recebeu a alcunha de Eldorado Amazônico. O termo fazia referência à cidade de Eldorado que, segundo a lenda de índios, seria feita de ouro maciço.

O nome “Vilhena” foi denominado por Cândido Rondon em homenagem ao engenheiro maranhense chefe da Organização Telegráfica Pública, Álvaro Coutinho de Melo Vilhena. Este, em 1908, foi nomeado pelo Presidente da República, como Diretor Geral dos Telégrafos.

História

O quarto município mais populoso de Rondônia comemora os seus 41 anos, nesta sexta-feira, dia 23 de novembro de 2018 com o segundo melhor IDH do estado e uma população de aproximadamente 100 mil habitantes, segundo censo de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Localizada na entrada da Amazônia Ocidental, é conhecida como Portal da Amazônia. Expande-se a cada ano nos setores de indústria, comércio e serviços, além de ser considerado importante pólo agrícola da região.

A história de Vilhena, contudo, começa muito antes de sua emancipação. Por volta de 1700, a região já era conhecida por bandeirantes como Antônio Pires e Paz de Barro, que denominaram a área como Chapadão dos Parecis. As obras são iniciadas na região cerca de 200 anos depois. Em 1907, a Comissão Rondon começava as linhas telegráficas entre Cuiabá e Santo Antônio do Rio Madeira.

Em 12 de outubro de 1910, a Estação Telegráfica Vilhena foi inaugurada. A primeira estação telegráfica construída em território rondoniense. O nome foi dado por Rondon em homenagem ao engenheiro telegráfico Álvaro Coutinho de Melo Vilhena, chefe da Carta Telegráfica da República e diretor geral dos Telégrafos entre 1900 e 1902.

Duas décadas depois, o posto telegráfico de Vilhena foi abandonado. Em 1938, restavam apenas duas famílias no posto. Apesar disso, as picadas feitas na mata foram essenciais para a abertura da BR-29 (Brasília-Acre), atual BR-364. Em 1959, no governo Juscelino Kubitschek, a região Norte começava a ser integrada com o restante do país.

Os fatores que possibilitaram o surgimento de povoados e posteriormente de municípios como Vilhena, Pimenta Bueno e Jaru foram vários. Segundo o site Conhecendo Vilhena, devem ser destacados ao menos quatro aspectos: o fluxo de migrantes, principalmente do sul e sudeste do país, em busca terras para desenvolvimento econômico; o clima ameno, próprio da região do planalto; a abundância de matas, que atraíram serrarias e madeireiras para a região; e a construção da BR-364.

No início de 1960, o presidente Juscelino Kubitschek chegou a visitar a região, para inauguração e vistoria de obras da BR-364. Construiu-se uma pista de pouso às pressas, o que atraiu um grande número de trabalhadores. Foi instalado ainda um destacamento da Força Aérea Brasileira e um hospital militar. Vilhena surge como ponto de apoio para a construção da rodovia. Em seguida, surgem os Projetos de Integração e Colonização (PIC), implantados pelo governo federal, e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).

Em 1964, começa-se a distribuição de terras da União para quem estivesse disposto a habitar a região. As propagandas do governo militar começaram a atrair migrantes dos quatro cantos do país. A fim de conservar a estrada, chega também o Quinto Batalhão de Engenharia e Construção (5º BEC), chefiado pelo comandante Todeschini, que já residia em Vilhena. Nesse mesmo período, surge também a primeira igreja católica da cidade. A comunidade Nossa Senhora Auxiliadora foi construída onde hoje está localizada a sua capela, próxima a Praça Ângelo Spadari.

O número de habitantes de Vilhena aumenta e ela passa a ser distrito de Porto Velho, em 1 de abril de 1969. Contando com cerca de 160 casas e as avenidas Marechal Rondon, Major Amarante e Capitão Castro, recebeu o Cartório de Registro Civil e o Juizado de Paz. Cinco anos depois instalava-se a seção eleitoral (104) no Distrito de Vilhena.

O administrador da época era o Gilberto Barros de Lima, que permaneceu no cargo de 1973 a 1977, ano em que o presidente Ernesto Geisel sancionou a Lei nº 6.448. Assim, criou-se o município de Vilhena, cuja fundação se deu no dia 23 de novembro de 1977, segundo dados da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Renato Coutinho dos Santos foi nomeado e empossado como primeiro prefeito de Vilhena, pelo então governador de Rondônia, Humberto da Silva Guedes.

Em 1979, a Câmara Municipal de Vereadores de Vilhena foi criada e reestabelecida pelo Decreto-Lei nº 7 de 1982. A população era estimada em 800 habitantes e várias serrarias começam a se instalar na cidade. Em 1 de fevereiro de 1983, o primeiro prefeito eleito e empossado pelo voto popular é Vitório Abrão. Entre as forças que ajudaram a construir a cidade, podemos destacar o policiamento e a mídia, que estiveram presentes desde o início das migrações.

Feliz Aniversário

Uma cidade em pleno crescimento, com seu 18º Prefeito Eleito Democraticamente, Eduardo Toshyia Tsuru, conhecido como Eduardo Toshyia Tsuru, conhecido como “Eduardo Japônes”, com sua vice-prefeita Maria José de Freitas Carvalho, conhecida como “Maria José da Farmácia”, Vilhena, a cidade Portal da Amazônia, comemora seu 41º Aniversário.

Com sua população estimada em 97.448 habitantes, Vilhena tem um clima agradável e atualmente atrai jovens de todo o Estado e do estado vizinho, Mato Grosso, pela presença de faculdades que variam de administração até medicina. Tal fato, faz com que a cidade torne-se referência no Cone Sul.

Formada por uma população humilde e trabalhadora, Vilhena atrai empresas de todo país e atualmente, recupera sua história, com atos cívicos como o desfile do 07 de Setembro, que havia sido deixado de ser realizado, e o evento cívico em alusão ao aniversário da cidade, realizado na manhã deste 23 de Outubro de 2.018, através da solicitação de Eduardo Japônes.

Parabéns Vilhena e todos os vilhenenses que fazem desta, uma cidade promissora e agradável de se morar e ter uma família. Parábens pela história que cria a cada dia, e é com o pensamento de crescer sempre, com ética, sabedoria, humildade e e dedicação, que o Jornal Rota Policial News, parabeniza a cidade e seus moradores. Como forma de presentear civicamente a nossa tão querida cidade, pulbicaremos um vídeo com o Hino de Vilhena.

Feliz Aniversário!

 

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close