Geral

Veículo de Nego Zen e armas foram roubadas após a chacina; domingo faria 6 anos da primeira chacina na fazenda

Polícia Militar confirmou quer armas e carro da vítima foram roubados pelos homicidas. Domingo, dia 17, faria 06 anos da primeira chacina na mesma fazenda, que também deixou cinco mortos

A Polícia Militar de Vilhena destinou várias equipes policiais, inclusive membros do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) e Força Tática para atender a um chamado dando conta de uma chacina, que deixou pelo menos cinco mortos em fazenda Vilhena, localizada na Gleba Corumbiara, que compreende aos Lotes 62, 63, 64, 72, 73, 74, Setor 08 da gleba, na área rural da cidade, na manhã desta quinta-feira, 14 de Outubro.

A Polícia Militar se pronunciou sobre a ocorrência, através de um vídeo, divulgado na noite desta quinta-feira, 14, dando detalhes do crime e confirmou que além de executar as vítimas, os homicidas roubaram o veículo de Nego Zen, bem como as armas que haviam no local.

De acordo com o apurado, homens armados invadiram a sede da fazenda por volta das 19 horas de ontem e renderam os moradores, entre eles, três homens que prestavam serviços ao senhor Heladio, entre estes, o rapaz identificado como Oederson Santana, de 34 anos, de apelido “Neguinho”, o caseiro Jhonatan Rocha Borges dos Rei e uma outra pessoa ainda não identificada.

Após invadirem o local, os atiradores mataram o casal pioneiro de Vilhena por nomes Heladio Cândido Senn, “Nego Zen” e a esposa Sônia Biavatti, além de outras três pessoas, as quais, seriam funcionários da própria fazenda.

Uma cozinheira e os netos de Nego Zen foram trancados em um dos quartos e os assassinos chegaram a sugerir a execução das crianças e da funcionária, mas um dos criminosos desistiu da ação.

Os atiradores executaram as vítimas com disparos de arma de fogo calibre .12, tendo Nego Zen sido alvejado na altura do pescoço e tórax, próximo do coração, enquanto sua esposa foi morta com tiro na cabeça.

Já os funcionários da fazenda foram mortos com vários disparos, sendo que os três homens e a senhora Sônia foram colocados de joelho, lado a lado, e mortos na varanda do local.

Os criminosos foram embora do local por volta das 23 horas da noite. A cozinheira conseguiu fugir levando as crianças posteriormente e pediu ajuda em uma fazenda próxima.

A Polícia Civil e Militar resguardaram a área para perícia criminal da Polícia Técnico-Científica (POLITEC). Os homicidas podem respondem pela prática de latrocínio, uma vez que roubaram o carro e as armas das vítimas.

Autoria e motivação da chacina serão investigadas pela Polícia Civil através do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

A mesma fazenda foi palco de uma chacina no dia 17 de Outubro de 2015 e agora volta a registrar uma cena trágica.

Veja o vídeo sobre o posicionamento da Polícia Militar, relatando os fatos logo abaixo, e reveja as matérias relacionadas Aqui, Aqui e AQUI. 

Tony Rota

Rota Policial News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)