Policial

PATAMO e Núcleo de Inteligência estouram boca de fumo em que casal vendia e consumia drogas na frente de criança de colo

Casal vendia e consumia drogas na frente do filho de um ano de idade. Empreendimento ilícito foi exterminado pela PM

A operação do Núcleo de Inteligência (NI) juntamente com equipes do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) foi realizada nesta quinta-feira, 27 de Dezembro, em uma residência localizada na rua 830, no setor 22, em Vilhena.

De acordo com as informações, o Núcleo de Inteligência do 3º Batalhão de Polícia Militar recebeu informações de que no local os suspeitos Ademir Pereira Gregório, 37 anos, e sua esposa Juliana Pereira Patrocínio, 22 anos, estariam comercializando drogas e usando entorpecentes na frente de uma criança de colo, a qual tem apenas um ano de idade.

Os investigarores então realizaram monitoramento do local na data de hoje, ocasião em que constataram a veracidade das informações, tendo sido flagrado o momento em que um usuário de drogas entrando na casa e saindo rapidamente, sendo procedida abordagem, quando ele tentou desfazer-se de algo, mas foi impedido, encontrando em sua posse uma paranga entorpecente de cor verde contendo cocaína.

O usuário entrou em contradições de como adquiriu a droga e neste momento, os policiais flagraram quando outro usuário chegou no local e saiu rapidamente, recebendo ordem de parada por parte da guarnição do PATAMO que prestava apoio ao NI.

O usuário desrespeitou a ordem e correu para dentro do imóvel, sendo acompanhado pelos policiais e detido, não sabendo explicar os motivos pelos quais evadiu-se. Na casa, estavam Ademir e Juliana, além da criança de um ano de idade, filho do casal. A criança estava suja de fezes e em local insalubre.

Na residência os policiais encontraram na parede da área, em um buraco atrás da máquina de lavar, 06 invólucros de pasta base de cocaína e um cigarro de maconha. Já dentro de um sapato infantil foram apreendidas duas pedras de pasta base de cocaína, dois invólucros de cocaína e dois inóvlucros de pasta base da mesma droga. Em meio as roupas sujas jogadas no chão foram localizados 10 invólucros de pasta base de cocaína e um invólucro de maconha.

No momento em que a polícia estava no local, aguardando a chegada do Conselho Tutelar e de uma policial feminina para revista pessoal em Juliana, outros dois homens, usuários de drogas, chegaram ao local, mas não souberam explicar as motivações por terem ido até ali.

Em revista pessoal na infratora Juliana, foram encontradas duas pedras grandes de pasta base de cocaína; enquanto com Ademir fora apreendido a quantia de R$10,30 em notas picadas e moedas.

Perguntado sobre desde quando usam drogas, Ademir disse que “sua esposa usava drogas desde a gravidez e como a criança nasceu perfeita, decidiram continuar usando entorpecentes; pois não faz mal algum, muito menos na presença de crianças”.

Diante dos fatos, o casal recebeu voz de prisão por tráfico de entorpecentes e foram apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), onde uma advogada já os aguardava para tentar negociar fiança de soltura para que ambos respondessem em liberdade, mas não teve sorte e os dois foram flagranteados. Ademir encaminhado para Casa de Detenção e Juliana para o Presídio Feminino. A criança foi entregue pelo Conselho Tutelar aos cuidados da avó materna.

Carlos Mont Serrate / Claudemir Sabino

Rota Policial News

 

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)