Geral

LED em toda a cidade e várias obras de asfalto: veja benefícios do ajuste proposto pela Prefeitura

Prefeito conseguiu negociação com Energisa que possibilitará substituição das lâmpadas

O prefeito Eduardo Japonês anunciou nesta segunda-feira que a Energisa se comprometeu em oferecer à Prefeitura até R$ 1 milhão em lâmpadas de LED, caso o pagamento da dívida comece a ser feito, após a aprovação do reajuste na taxa de iluminação pública da cidade. As obras de asfalto da avenida Rondônia, 1° de Maio, Embratel e outros bairros também poderão ser realizadas com os recursos vindos da correção do IPTU.

Marcado para votação amanhã, o projeto que prevê reajuste da COSIP (Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública) foi bem recebido pela Energisa, em reunião recente com o prefeito Eduardo Japonês. Atualmente a Prefeitura não arrecada o suficiente nem para pagar a conta de energia de mais de R$ 460 mil mensais. A empresa se mostrou satisfeita com a proposta que visa pagar 100% a fatura atual e gerar receita para pagar a dívida de R$ 80 milhões deixada por gestões anteriores, bem como recursos para investimento em lâmpadas de LED.

“A direção da Energisa teve uma conversa muito produtiva comigo e demonstrou que, se conseguirmos começar a pagar a fatura e a dívida, irão nos ajudar com até R$ 1 milhão em lâmpadas de LED. Com essa contribuição queremos deixar toda a cidade iluminada com LED até 2020. Esse é o cenário otimista. O cenário pessimista é cobrir 70% da cidade com essas lâmpadas, que gastam 60% menos”, revelou Japonês.

Após a renovação dos pontos de iluminação, o gasto da conta de energia da iluminação pública reduzirá e a COSIP irá reduzir automaticamente, por força de lei, inclusive.

Quanto ao IPTU, Japonês explica que a Prefeitura precisa ter, pelo menos, os recursos para pagar as contrapartidas e os reajustes de contratos suspensos. Parados desde 2015, ou até antes, vários projetos de asfaltamento precisam ter valores reavaliados. Visto que gestões anteriores não executaram as obras, os valores acertados em licitações de vários anos atrás precisam ser aumentados agora. Além disso, através do Pró-Transporte 1, várias obras de asfalto dependem de a Prefeitura ter dinheiro para a contrapartida.

“Temos projetos para 10 obras de asfalto e 4 delas, no mínimo, devem começar imediatamente, assim que os projetos forem revistos e as contrapartidas acertadas. Para isso precisamos de recursos. O valor que poderá subir no IPTU dos vilhenenses irá compensar muito com as várias obras de asfalto que irão valorizar os imóveis da cidade, aumentar a qualidade de vida e até diminuir os gastos com manutenção de veículos”, analisa o prefeito Eduardo.

Semcom

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close