Policial

Jovem de 18 anos que sofreu atentado em Setembro sofre parada cardíaca e morre em Vilhena

No dia 22 de Setembro, rapaz foi alvejado por um tiro na nuca, outro o peito e os dois na barriga. Morte após dois meses pode ser resultante das sequelas do atentado

Morreu na noite desta terça-feira, 13 de Novembro, o jovem André da Silva Souza, de 18 anos, após sofrer uma parada cardíaca na casa de familiares no setor 08, bairro Alto Alegre, em Vilhena. Jovem foi vítima de um atentado à tiros no dia 22 de Setembro.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros recebeu o chamado para atender uma vítima de parada cardiorespiratória e ao chegarem no local, realizaram os primeiros trabalhos de ressucitação, encaminhando o jovem eme estado grave ao pronto-socorro do Hospital Regional. Lá, ele sofreu outra parada cardíaca e acabou não resistindo e indo a óbito.

André sofreu uma tentativa de homicídio à tiros no dia 22 de Setembro, na noite de um sábado, na rua V6, no bairro Cohab, em Vilhena. Na ocasião, ele foi alvejado por um tiro na nuca, outro o peito e os dois na barriga, sendo encaminhado pela unidade de resgate ao pronto-socorro e de lá, após passar por cirurgia foi transferido para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No dia do crime, os militares encontraram no bolso da roupa usada pelo garoto, alguns entorpecentes e durante conversa com os colegas de André foram informados de que antes dos disparos, o homicida gritou: “aqui é o Comando Vermelho”.

Um mês e meio depois, André recebeu alta médica e foi levado para a casa de parentes, onde recuperava-se; no entanto, sequelas começaram a aparecer e na noite de hoje, ele acabou sofrendo paradas cardiorespiratórias e falecendo. O corpo passará por autópsia do médico legista e deverá ser liberado para velório e sepultamento.

Carlos Mont Serrate / Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close