Geral

Homem que foi preso injustamente acusado de matar mãe de policial morre em Vilhena

Homem havia sido acusado injustamente pelo assassinato da mãe de um PM em Chupinguaia

Morreu nesta sexta-feira, 23 de Abril, no Hospital Regional de Vilhena, Pedro Bueno Pereira, de 57 anos, popularemente  conhecido como “Baco Baco”, que havia sido preso injustamente, acusado de matar a mãe de um policial militar no dia 17 de Fevereiro, em Chupinguaia/RO.

Maria Teresa Resna, 63 anos, foi assassinada de forma cruel e sofreu um afundamento de crânio, vindo ao óbito no local do crime. Ela que era mãe do militar Odair Resna, que atua em Vilhena. (Veja)

No dia em que ocorreu o crime, pessoas apontaram Baco Baco como sendo autor do homicídio, tendo o mesmo sido preso pela Polícia Militar.

Contudo, o Departamento de Homicídios da Polícia Civil de Vilhena, presidido pelo delegado Núbio Lopes, deram seguimento as investigações e descobriram que Baco Baco não era o autor da execução, sendo este, liberado e inocentado do assassinato três dias após sua prisão. (Relembre)

A Polícia Civil descobriu que o verdadeiro autor do homícidio seria T.R.N., de 34 anos, que tinha um relacionamento afetivo com a mulher e que foi encontrado dormindo em sua casa no dia 17 de Fevereiro, e também levado a prestar esclarecimentos, mas não ficou preso, pelo fato de no momento não haver indícios contra ele no dia do crime.

Porém, a polícia acabou descobrindo que o verdadeiro assassino era mesmo T. R. N, que foi visto seguindo a vítima minutos antes da tragédia, e depois foi novamente visto por outra pessoa, correndo próximo ao local dos fatos segurando os chinelos.

Ao comparecer ao quartel da PM em Novo Plano muito antes do horário combinado para prestar esclarecimentos e não ter ido ao local onde a namorada morreu, T. passou a levantar suspeitas dos investigadores e acabou confessando ter matado a idosa, como também deu detalhes do ataque fatal contra ela, que condiziam com os encontrados na cena.

O assassino, conforme descobriu a polícia, faz tratamento contra esquizofrenia, mas há três meses não vai ao posto de saúde e nem toma a medicação prescrita para o seu caso.

T.R.N revelou que a motivação do crime seriam os problemas de relacionamento entre ele e a vítima, que “pressionava muito a sua cabeça”.

O homem afirmou que, após seguir Maria Teresa até a casa de “Baco Baco”, deu um soco nela, levando-a a cair por entre a cerca de arame liso que faz a divisa do terreno, desferindo um golpe de madeira em sua cabeça e que ao invés de gritar “não, Baco Baco”, como relatado por uma testemunha, ela grita “socorro, Baco Baco”.

T. R. N relatou ainda que no primeiro golpe dado por ele contra o pescoço da vítima, a dentadura dela saiu da boca, prótese esta que de fato os investigadores encontraram na cena do crime.

Por fim, mesmo com a mulher caída e inconsciente, o agressor desferiu mais um golpe contra a cabeça dela, que de fato, causou sua morte.

Da morte de Baco Baco:

Pedro Bueno, o “Baco Baco”, já tinha doenças pré-existentes, como o câncer e outros problemas de saúde, motivados pelo uso de bebidas alcoólicas, tendo seu quadro agravado nos últimos dias, até mesmo pelo estado psicológico que ficou após ter sido preso injustamente.

Internado no Hospital Regional e muito debilitado, Pedro acabou não resistindo a gravidade de seu quadro e vindo ao óbito nesta sexta-feira.

Até o momento, nenhum familiar do homem foi encontrado para realizar o reconhecimento e procedimentos de velório e sepultamento. Com isso, o corpo deve ser enterrado como indigente.

Pedro era muito querido na região de Novo Plano e Chupinguaia; não tinha passagens pela polícia que desabonassem sua conduta.

O único problema de Baco Baco era mesmo com as bebidas, mas nunca fez mal algum as pessoas daquela cidade, onde era querido por todos; inclusive pela mãe de outro policial militar de Vilhena (Foto), que garante a boa índole de Pedro.

Tony Rota/ Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)