Policial

Esposa de 36 anos agride marido de 64 com cadeiradas e golpes de cabo de rodo após suposta traição

Ela alega suposta traição; já o idoso, afirma que ela procura motivos para separar-se dele e o agride

A ocorrência de lesão corporal foi registrada na tarde deste sábado, 29 de Dezembro, em uma residência localizada na rua Manaus, no bairro 5ºBEC, em Vilhena.

Eram por volta das 12h30min quando a Central de Operações da Polícia Militar foi solicitada por um garoto de 16 anos, o qual informava uma ocorrência de violência doméstica envolvendo seus pais. Uma rádiopatrulha foi ao local e ao ligarem o giroflex e a sirene, o adolescente os atendeu, informando que seus pais estavam brigando e que sua mãe agredia o pai com cadeiradas.

Os policiais pediram para que o adolescente chamasse os pais, sendo que o menino pediu para que eles entrassem e fossem até os fundos da casa, onde a briga estava a todo o vapor. De imediato, os militares entraram no local, momento em que os envolvidos acabaram a discussão.

Questionados sobre a motivação da briga, a mulher de 36 anos relatou que havia constatado através de conversas no WhatsApp do telefone do esposo, um idoso de 64 anos, que o mesmo estaria tendo um relacionamento amoroso com a vó de um bisneto dele e que revoltada ao descobrir a suposta traição, ela jogou o celular no chão e pegou uma cadeira, desferindo cadeiradas no idoso.

Na sequência, segundo a infratora, ela se apossou de um cabo de rodo e continuou os atos de agressões contra o marido, parando somente com a chegada da polícia. Nem mesmo com o pedido do filho de 16 e da filha de 12 anos, ela sessou com o conflito.

Já o idoso, alegou que sua esposa, devido a grande diferença de idade entre eles, (ele tem 28 anos a mais que a mulher); ela para não sentir-se culpada, começa a desentender-se com ele e inventa histórias inverídicas sobre ele. O idoso apresentava lesões nas costas e um corte no braço que apresentava sangramento.

Mediante os fatos, a mulher foi presa por lesão corporal e o marido encaminhado juntamente com ela para Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) para providências cabíveis.

Carlos Mont Serrate / Claudemir Sabino

Foto: Ilustração/Arquivo

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar