Policial

Donos de bar “sequestram” homem que devia no comércio e o agridem em Vilhena e um é preso

Polícia Militar agiu rápido e prendeu a dupla de comerciantes

Os fatos foram registrados na tarde desta terça-feira, 10 de Maio, em frente a uma residência da avenida Tancredo Neves, bairro Jardim América, em Vilhena.

Policiais militares se deslocaram ao local após ligações ao 190 da Central de Operações darem conta de uma tentativa de extorsão.

No local, o solicitante relatou que é cunhado da vítima “Edimar” e que os infratores de nome “Jonatan” e “Léo” teriam ido anteriormente ao local fazendo ameaças e dizendo que se os familiares não pagassem a divida de Edimar, Jonatan mataria o devedor.

E que na sequencia, passou a receber ligações dos infratores os quais teriam feito novas ameaças, exigindo que o valor fosse pago ou Edimar seria asssassinado.

As guarnições iniciaram as diligências, momento em que o solicitante ligou novamente para o 190 informando que Jonatan teria retornado ao local e rapidamente as radiopatrulhas foram destinadas ao endereço.

Ao chegarem, os policiais flagraram Jonatan segurando firmemente Edimar pelo braço em frente ao portão do solicitante, sendo ordenado que ele soltasse a vítima e colocasse as mãos na cabeça, sendo assim preso em flagrante delito.

Para os policiais, Edimar relatou que deve um certo valor ao bar de Jonatan, que é sócio do suspeito Léo e que pelo fato de não conseguir saldar a dívida foi sequestrado, amarrado e agredido fisicamente pelos comerciantes.

Em desespero, Edimar pegou o celular e ligou pedindo dinheiro emprestado aos familiares, ocasião em que Jonatan teria tomando o aparelho de suas mãos e dito aos familiares da vítima que caso a dívida não fosse quitada, Edimar seria morto.

Questionado sobre os fatos, Jonatan se negou em dar informações, limitando-se em falar que queria apenas receber a dívida e que não sabia informar o paradeiro de Léo e que tampouco sabe o nome completo do suposto sócio.

Dados os fatos, o infrator foi preso em flagrante e a ocorrência foi registrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) para que sejam adotadas as medidas cabíveis por parte da Polícia Civil.

Tony Rota

Rota Policial News

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)