Policial

Auditor filmado pedindo R$ 15 mil de propina é condenado pela Justiça de RO

Servidor pedia propina depois de fraudar o fisco-contábil e simular irregularidades na contabilidade das empresas.

O auditor fiscal filmado pedindo R$ 15 mil de propina foi condenado por improbidade administrativa em Colorado do Oeste (RO), Cone Sul do estado.

Segundo decisão do judiciário, publicada neste mês de novembro, Waldemiro Onofre perdeu a função pública, teve os direitos políticos suspensos por cinco anos e deverá fazer o pagamento de multa civil de 10 vezes o valor da remuneração recebida.

Com a condenação, o réu também ficou proibido de contratar com o poder público.

Waldemiro foi condenado por extorquir empresários em Colorado do Oeste. O esquema foi denunciado à polícia em 2014 e, em 2015, o auditor da Secretaria de Finanças do Estado de Rondônia (Sefin) foi preso pela Polícia Civil através da Operação Libertas.

De acordo com as investigações da polícia, o contador fraudava o fisco-contábil e simulava irregularidades na contabilidade das empresas para gerar multas que iam de R$ 400 mil a R$ 1 milhão.

Com a cobrança em mãos, o auditor procurava os empresários e pedia propina de até 40 mil reais para liberar o pagamento da multa.

Vídeo da propina

A Rede Amazônica revelou com exclusividade, em 2014, o vídeo em que mostra o auditor propondo que um empresário emita cheques, com duas opções de valores, para o pagamento da propina.

“Se der uma entrada agora, posso fazer mais cinco. Ou se não são cinco a partir do mês que vem. Aí vê contigo. Seria R$ 2,5 mil agora e um cheque de R$ 2,6 mil depois, ou R$ 3,1 mil a partir do mês que vem”, propõe Waldemiro no vídeo da época.

Fonte: G1

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar