Geral

700 atendimentos: postinho do Cristo Rei faz balanço do primeiro mês de horário noturno

Reforço na rede básica irá desafogar o Hospital Regional de Vilhena

O posto de saúde do Cristo Rei atendeu cerca de 700 pacientes desde que passou a funcionar também em horário noturno, das 18h às 22h, há um mês. Realizado por demanda sem agendamento, o atendimento na unidade será uma importante arma para desafogar o Hospital Regional de Vilhena (HRV) e facilitou o acessou à Saúde para quem não tem tempo durante o dia.
A coordenação do postinho emitiu relatório revelando que desde que as portas da unidade passaram a ser abertas durante a noite, de  segunda a sexta-feira, a média de atendimentos por noite foi de 33,3 pacientes. O número ficou dentro da previsão inicial divulgada e foi motivo de comemoração para a população dos vários bairros da região próxima ao postinho.
“Melhorar o atendimento na rede de postinhos é uma ação importantíssima para ajudar o Hospital Regional a se concentrar no tratamento de casos de urgência e emergência, que são os mais graves”, explicou o prefeito Eduardo Japonês.
O secretário de Saúde, Afonso Emerick, que viabilizou a instalação da equipe de 5 profissionais por noite no postinho, garante que a quantidade de pessoas atendidas pode aumentar nos próximos 30 dias. “Este primeiro mês foi um período de aprendizado, já que nunca havia sido feito aqui. Observamos no que podemos melhorar e agora sabemos que os resultados foram extremamente positivos. Os pacientes ganham velocidade no atendimento e nós evitamos que problemas simples fiquem crônicos pela demora no diagnóstico e tratamento”, assegura.
Enquanto a reportagem estava no postinho, a secretária mirim de Saúde, Jhenifer Ferreira Silva, estava sendo atendida. Apesar da dor de garganta, a jovem aproveitou para conhecer a estrutura e agradeceu o atendimento na unidade. Pacientes de todas as idades se beneficiaram da abertura do postinho durante a noite e tratamentos de infecções simples ajuda a sanar os problemas antes que se tornem mais sérios.
2019 PROMETE – A preparação do prédio da UPA, a instalação da Policlínica ao lado do HRV, a abertura de novo postinho, a chegada da máquina de ressonância magnética e a finalização de outros complexos de saúde pública previstos para 2019 devem fazer destes primeiros 12 meses da nova gestão um período marcado por realizações inéditas e importantes na história da Saúde vilhenense.
Semcom
Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close