Policial

Vilhenense preso no Mato Grosso do Sul transportava 50% a mais de maconha do que foi anunciado

Site teve acesso a ocorrência policial; droga seria entregue em Maringá. Radialista traficante transportava 640 quilos de drogas

O jornal teve acesso exclusivo à ocorrência policial lavrada na cidade de Ponta Porã (MS), na qual são revelados os detalhes da prisão do radialista vilhenense Fernando Fava. Ele foi flagrado pela PRF com um carro lotado da maconha na BR 463 quatro dias atrás. Lembre aqui.

Segundo a narrativa policial, Fava transportava 640 kg da droga (e não os 400 quilos informados anteriormente pela imprensa, incluindo deste site), e o carregamento seria entregue em Maringá (PR). O comunicador disse que receberia R$ 1 mil pelo serviço.

A ocorrência também informa que o veículo usado no transporte, em estratégia conhecida como “Cavalo Doido”, havia sido furtado na cidade de Goiânia.

Veja abaixo, na íntegra, o conteúdo do BO:

OCORRÊNCIA – Apreensão de Maconha – MS

20/05/2019 07:44 – Ocorrência Policial – BO. Nº 2199196190520074400. Local: BR-463, km 68,0. Município: Ponta Pora/MS. Narrativa: Equipe plantonista observou a passagem do veículo VW GOL de placas IUS-0078 em frente à UOP e resolveu abordá-lo, para tanto, ingressou na viatura e iniciou deslocamento até alcançar o referido veículo nas proximidades do KM 64 da BR 463. Que o condutor FERNANDO FAVA observou os sinais sonoros e luminosos e estacionou às margens da rodovia, saindo imediatamente do veículo, quando então confessou que transportava mercadorias adquiridas no Paraguai. Que em busca veicular superficial a equipe verificou que o automóvel estava carregado com grande quantidade de maconha acondicionada em praticamente todo o interior do veículo, quando então informou ao conduzido sua prisão em flagrante delito. Que, perguntado, informou o conduzido que teria recebido o veículo já preparado em um posto de gasolina na cidade de Ponta Porã e transportaria a droga até a cidade de Dourados, no entanto, não soube informar o local onde deixaria a droga. Que no interior do veículo foi apreendida uma folha contendo um resumo das cidades pelas quais o conduzido passaria até chegar ao seu destino em Maringá, documento anexo, motivo pelo qual entendemos haver indícios suficientes para acreditar que o traficante teria como destino final o estado do Paraná, caracterizando, portanto, o tráfico interestadual. Que, em complemento, informou o conduzido que receberia pelo transporte o valor de R$ 1.000,00 (um mil reais), valores que estavam em posse do mesmo e foram apreendidos. Que o veículo foi adulterado em seus sinais identificadores, inclusive placas, tratando-se na verdade do automóvel VW GOL de placas ONA-9660, bem objeto de furto na cidade de Goiânia em 0292013, conforme boletim n. 237722013 (documento anexo). Que diante da grande quantidade de droga apreendida e inexistência de estrutura que permita a pesagem na própria PRF, efetuamos a pesagem do veículo carregado em uma balança de pesagem automobilística e desconsideramos a tara do automóvel, chegando a pesagem aproximada de 640 quilos de maconha. Que diante do exposto e, presentes os requisitos legais, o conduzido e veículo foram entregues na sede da Polícia Civil de Ponta Porã estando o suspeito ileso. Que, por fim, realizamos contato com a Polícia Federal de Ponta Porã informando as peculiaridades do caso, o qual orientou estes policiais a encaminharem a ocorrência à Polícia Civil. Enquadramento(s): tráfico de drogas, receptação. 

Fonte: Folha do Sul

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar