Policial

Transexual é deixada seminua na rua após fazer programa, aciona a polícia e agride policiais em Vilhena

Infratora negava-se em sair da viatura da PM e chegou a agredir policiais

A ocorrência foi registrada na manhã de Natal, terça-feira, 25 de Dezembro, na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao Park Shopping Vilhena, no bairro Jardim Eldorado.

A rádiopatrulha da Polícia Militar realizava diligências na localidade quando uma transexual de nome Jhonatan, que orefere ser chamada por Ana Paula abordou os policiais, estando seminua. Ela revelou que havia ido até uma boate da cidade e que lá, combinou um programa sexual com dois rapazes.

Ela contou que após prestar seus serviços aos rapazes, estes a tiraram a força do veículo em que estavam e a largaram seminua no meio da avenida, sem querer pagar pelos serviços prestados.

A Polícia Militar deslocou-se ao hotel onde estavam os rapazes para que eles devolvessem as roupas da transexual, onde após eles entregarem, Ana Paula insistiu em levar o caso a Polícia Civil, exigindo que os dois fossem detidos.

Encaminhados para Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), Ana Paula negou-se em descer da rádiopatrulha, chegando a agredir os policiais militares com tapas e empurrões, sendo contida e algemada, presa por desacato a autoridade.

Apresentados ao delegado de plantão, Ana Paula teve de assinar a um termo circunstanciado e foi liberada, contudo, ela recusou-se a sair da delegacia, dizendo que iria dormir lá. Ela foi retirada para fora e seguiu seu caminho sem mais perturbar o sossego. Os dois homens que fizeram o programa pagaram a moça e foram liberados após assinarem termo circunstanciado (TC).

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close