Policial

Suposto golpista, vilhenense é preso em Ouro Preto do Oeste acusado de praticar golpes em Rondônia

Golpista chegou a tirar fotos dos documentos da vítima para que a nota da Amarok saísse em nome dela

As polícias Civil e Militar prenderam ontem (segunda-feira, 20 de Maio) em Ouro Preto do Oeste, Antônio Saraiva Filho, de 41 anos, estelionatário com várias passagens pela Justiça, que aplicou dois golpes na cidade oferecendo facilidades e preço baixo na compra veículos de leilões da Receita Federal, causando prejuízo de R$ 38 mil para as vítimas.

De acordo com a Polícia Civil, Antônio Saraiva conseguiu praticar dois golpes na cidade contra moradores do Residencial Colina Park, se apossou de quantias nos valores de R$ 28 mil e de R$ 10 mil das vítimas, e não entregou veículo algum.

“Ele se apresentava como auditor da Receita Federal, era bom de conversa e ganhava a confiança das pessoas; usava uma carteira falsa da PM e a carteira pessoal dele tem um brasão da República”, detalhou o delegado Niki Alves Locatelli, que interrogou o estelionatário antes de ele ser conduzido à Casa de Detenção.

O golpista responde por crimes de estelionato em Vilhena onde tem residência fixa no Residencial Curitiba, e por crimes em várias cidades de Rondônia. Em Ouro preto, ele dizia para as vítimas que sabia da existência de um carro na Receita Federal que iria para leilão, e que com sua influência poderia intermediar a aquisição do veículo por um valor bem abaixo do de mercado.

Antônio estava hospedado em um hotel localizado no trevo da saída para Jaru, seus passos vinham sendo monitorados por policiais da cidade, e ele foi detido por uma guarnição da PM. Como na abordagem ele disse que não tinha documentos para apresentar, foi levado para a Delegacia Civil.

Uma das vítimas, de 56 anos, motorista de um aplicativo de viagens que reside no Residencial Colina Park, foi envolvido na lábia de Antônio, que garantiu a ele que conseguiria adquirir um veículo Fiat Pálio ano 2016 em um Leilão da Receita Federal por R$ 10 mil. A vítima repassou o dinheiro, mas não recebeu o veículo.

Para a outra vítima, também do Colina Park, Antônio Saraiva se ofereceu para intermediar a compra de uma caminhonete VW Amarok ano 2016 em Leilão da Receita Federal pelo valor de R$ 28 mil, carro que em bom estado não sai por menos de R$ 70 mil no mercado rondoniense.

O golpista chegou a tirar fotos dos documentos da vítima para que a nota da Amarok saísse em nome dela. Pura fita: a vítima só se deu conta que caíra em um golpe ao saber da prisão do estelionatário.

DOCUMENTOS NA CUECA  
Na delegacia, durante depoimento de Antônio o delegado Niki Alves Locatelli observou que ele se mostrava inquieto e observou que escondia algo dentro da calça e descobriu que se tratava da carteira contendo os documentos originais de Antônio Saraiva Filho. A partir do nome completo do acusado, a polícia descobriu que havia um mandado de prisão em aberto contra ele.

“O Antônio tem várias ocorrências dele registrado no Estado, costumava oferecer veículo à venda, a vítima repassava o dinheiro e ele não entregava o veículo nem devolvia o dinheiro”, relatou um investigador da Polícia Civil.

Fonte: Reprodução
Autor: Correio Central

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar