Policial

Sobrevivente de latrocínio, idoso que se fingiu de morto consegue identificar um dos suspeitos

Idoso sobrevivente já passou por cirurgia e está estável. Marginal chegou a tentar atear fogo no corpo de idosa

Segundo informações levantadas pela reportagem no local onde uma chacareira identificada como Edna Domingos da Silva, de 49 anos, foi assassinada brutalmente com sete facadas na madrugada desta quinta-feira, 29, um dos suspeitos do crime foi reconhecido pelo esposo da mulher, como sendo um morador de uma chácara próxima (CONFIRA AQUI).

Segundo familiares das vítimas, o suspeito já vinha ameaçando Edna há algum tempo por motivos ainda desconhecidos e, após invadir a casa dela com um comparsa e a degolarem no sofá da sala, a levaram para um dos quartos, onde colocaram seu corpo sobre um colchão, jogaram gasolina e tentaram atear fogo.

Mesmo também sendo esfaqueado por três vezes, Cícero Lopes, de 69 anos, marido de Edna, conseguiu fingir que estava morto para se livrar de uma provável execução, se arrastou até a varanda, onde se sentou em uma cadeira e emitiu barulhos, sendo ouvido por uma vizinha, que acionou o Corpo de Bombeiros.

O jornal apurou que o idoso já passou por cirurgia no Hospital Regional de Vilhena, para onde foi levado, está consciente e estável e não corre risco de morte.

Ainda segundo informações obtidas pelo site, o suspeito já havia furtado um barco da propriedade há cerca de 4 anos e, desta vez, fugiu da cena do crime levando dinheiro, dois celulares e uma motocicleta.

Texto: Folha do Sul Online

Fotos: Rota Policial News/ Claudemir Sabino

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)