Policial

❝Sítio da Maconha❞: Polícia apreende 49 plantas de Maconha e prende casal por tráfico de drogas em Vilhena

Drogas, dinheiro, motocicletas e objetos foram apreendidos na operação

Na tarde desta terça-feira, 09 de Março, a Polícia Militar através do Núcleo de Inteligência (NI) acabaram com um verdadeiro “Sítio de Maconha” que ficava localizado em uma residência localizada na rua 103-23, no bairro Barão do Melgaço III, em Vilhena.

O Núcleo de Inteligência obteve informações de que na residência em questão, os suspeitos L. J. P. de B; 39 anos, e sua esposa S. P; de 28 anos, estariam plantando Maconha e comercializando drogas no local e que eles utilizavam a motocicleta Honda Tornado de cor preto e placa de Vilhena para pratica dos crimes.

Diante disto, os militares realizaram campana próximo do local, ocasião em que um casal se aproximou a bordo da referida motocicleta e ao chegarem em frente ao portão da casa, SP recebeu um telefonema e disse em voz alta ao marido: “sujo, a polícia esteve aqui”.

Na sequência, ao perceberem que seriam abordados, o motociclista empreendeu fuga em alta velocidade, sendo perseguidos e abordados por radiopatrulhas na BR-174 (avenida Jô Sato).

A garupa foi identificada como sendo SP e o piloto como sendo R. T. S; de 33 anos. Eles que não souberam explicar o motivo da fuga e estavam nervosos.

Os dois foram detidos e as radiopatrulhas retornaram ao imóvel, onde foram encontrados 49 pés de Maconha, plantas essas de porte médio para grande.

Na casa foram apreendidos seis invólucros de Maconha, pesando 248 gramas, que estavam sobre um balcão, além de materiais para embrulho, como tesouras, uma faca, papel alumínio, balança de precisão pequena, três frascos plásticos contendo sementes de maconha para cultivo.

Ainda na casa, dentro de um quarto, para surpresa dos militares, havia uma estufa improvisada com sistema e equipamento em LED, para secagem das drogas, sendo solicitada a presença da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) que realizou perícia no local, sendo encontrados também os documentos pessoais de Sylvia e de seu esposo.

Em continuidade as diligências, os militares prenderam LJP em frente ao posto Catarinense, juntamente com N. J. B, de 34 anos, os quais estavam com a motocicleta que pertence a RTS, detido juntamente com SP minutos antes.

A polícia apurou ainda que SP teria chamado RTS para irem até a residência buscarem entorpecentes para entregarem a dois usuários.

Com N. J. B a polícia apreendeu R$ 260,00, já com RTS R$ 50,00, e com o casal de traficantes, foram apreendidos tanto na casa quanto com eles o valor total de R$ 610,00, provenientes da venda de drogas. Pelo menos três motocicletas acabaram apreendidas na operação.

Encaminhados para Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), LJP assumiu ser dono de todo material apreendido, tentando tirar a responsabilidade da esposa SP, porém, para os policiais, ficou comprovado a participação da acusada na prática de plantio e comercialização de drogas, havendo fortes indícios que indicam tal versão.

Lazovier e SP devem ser indiciados por tráfico de drogas, conforme prevê o Artigo 33 do Código Penal e devem ser recolhidos a Casa de Detenção, já R e N devem assinar um termo circunstanciado (TC) e serem liberados, respondendo ao inquérito em liberdade.

 

 

 

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)