Policial

Rapaz que tentou matar líder comunitário e filho a tiros em Vilhena agiu motivado por traição que nunca existiu

Comparsa do acusado é apontado como autor de assalto a pizzaria em Cerejeiras

Em coletiva de imprensa, realizada na manhã desta terça-feira, 22, o delegado Núbio Lopes de Oliveira, titular da Delegacia de Homicídios de Vilhena, deu detalhes sobre uma dupla tentativa de homicídio que aconteceu na noite de 29 de novembro de 2018, no bairro Vila Operária.

As investigações deram conta de que, naquela noite, dois homens invadiram a casa das vítimas, Rafael de Oliveira Borba e Itamar Borba, de 29 e 62 anos, respectivamente filho e pai.

Com arma de fogo em mãos e ao avistar Rafael, os invasores dispararam contra o rapaz, que correu para dentro da casa. Porém, os disparos continuaram. Um tiro acertou a região abdominal do jovem, e seu pai acabou atingido na perna. Reveja aqui.

Os suspeitos foram identificados como Devanildo Bernardes Pereira Junior e George Allesson Magalhães. O primeiro, ao perceber que a polícia havia chegado até ele e estava munida de informações, optou por confessar o crime.

Em sua justificativa, ele disse que resolveu vingar-se de Rafael porque, quando eles eram crianças, havia sido humilhado pela vítima. Porém, durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que o verdadeiro motivo era outro, o que foi negado pelo suspeito, talvez por vergonha, que continuou com sua versão.

De acordo com o delegado, Rafael havia vendido um carro. A namorada de Devanildo foi vista dentro desse veículo com o comprador. Porém, o negócio não deu certo e o carro acabou retornando ao primeiro dono. Sendo assim, Devanildo acreditou que havia sido traído com Rafael.

Ao fechar o cerco, Devanildo negou que seu parceiro tenha participado da dupla tentativa de homicídio e assumiu sozinho a autoria, porém, eles eram foragidos da justiça, uma vez que já havia um mandado de prisão em desfavor de ambos, decretado no dia anterior ao crime.

Passados seis dias após a dupla tentativa de homicídio, os dois rapazes  foram presos e flagranteados, ao cometer outros delitos. Diante disso, ficou claro que George era realmente o parceiro de Devanildo. O rapaz, inclusive, é acusado de assaltar uma pizzaria na cidade de Cerejeiras.

Sendo assim, mesmo já presos, foi novamente representado pela prisão preventiva de ambos, pois havia um risco de eles serem colocados em liberdade. Os dois devem responder por tentativa de homicídio duplamente qualificada, por motivo fútil e recurso que tornou impossível a defesa da vítima, e ainda lesão corporal culposa.

Fonte: Folha do Sul Online
Autor: Jéssica Chalegra

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)