Policial

Polícia Militar age rápido e detém acusado de praticar duplo homicídio em Vilhena

Prisão ocorreu cerca de uma hora e meia após os assassinatos seguida de uma tentativa

Após três pessoas serem atingidas por disparos de arma de fogo em um bar localizado na avenida 1713, no bairro Jardim Primavera, em Vilhena, onde duas vieram a óbito e outra foi atingida no braço, policiais conseguiram prender um suspeito.

Policiais Militares do Núcleo de Inteligência da PM (N.I) obtiveram informações que um dos autores do disparo era conhecido pelo apelido de “Dedé”.

Com essa informação foi possível levantar que “Dedé” trata-se de M.B.C que faz uso de tornozeleira eletrônica e tem diversas passagens pela polícia, incluindo tráfico de entorpecentes.

Os policiais militares também obtiveram informações que o outro envolvido é um menor de idade, mas este não foi localizado.

Após intensas buscas os militares conseguiram localizar e prender “Dedé” e constataram que a tornozeleira que estava utilizando não emitia sinais.

“Dedé” e o menor são apontados como autores dos homicídios  e estiveram anteriormente no bar ingerindo bebidas alcoólicas. O conduzido não quis dizer aos policiais o paradeiro do menor e nem da arma utilizada no crime.

Preso em estado de flagrante, o suposto homicida foi apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) e deverá ser recolhido à Casa de Detenção.

Do Crime:

Conforme apurado, uma mulher por nome Eliana P. A dos S, 49 anos, estava sentada lado a lado com Sidnei Teles Dias, 35 anos, na área externa do bar ingerindo bebidas alcoólicas, ocasião em que uma mulher por nome Márcia, de alcunha “Marcinha”, que em tese, seria usuária de drogas, chegou ao local sem dizer nada.

Testemunhas contaram para polícia que Marcinha teria se aproximado das vítimas e ali permanecido, momento este, em que um homem a bordo de uma bicicleta se aproximou e efetuou diversos disparos de arma de fogo contra as três vítimas e na sequência aos fatos, evadiu-se do local tomando rumo incerto.

Marcinha acabou alvejada na região lombar, tendo o projétil transfixado e outro disparo atingiu a cabeça da mulher, que acabou morrendo poucos minutos após, antes da chegada do resgate.

A unidade de resgate do Corpo de Bombeiros Militares juntamente com radiopatrulhas de Polícia Militar chegaram ao local, constataram o óbito de Marcinha e verificaram que Sidnei apresentava uma perfuração por arma de fogo na região torácica do lado direito e se encontrava em estado gravíssimo.

De imediato, Sidnei foi encaminhado pela unidade de resgate ao pronto-socorro do Hospital Regional e chegou a receber atendimentos médicos, no entanto, não resistiu e também faleceu.

Eliana apresentava mais de uma perfuração no braço esquerdo e foi encaminhada ao pronto-socorro através de outra unidade de resgate do Corpo de Bombeiros.

A área foi isolada pela Polícia Militar para perícia da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) e após os trabalhos periciais, o cadáver de Marcinha foi liberado para uma funerária de plantão.

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Fotos: Carlos Mont Serrate/Gabriel Souza

Rota Policial News

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)