Policial

PATAMO acaba com CoronaFest regado a bebidas e drogas com mais de 60 pessoas e vários menores em Vilhena

Responsável pela festa ilegal foi preso em flagrante pela polícia

A operação foi realizada na madrugada deste domingo, 10 de Janeiro, em uma festa ilegal de “CoronaFest” em uma chácara localizada na linha 145, na área rural de Vilhena, de onde várias denúncias davam conta da presença de marginais no local fazendo uso de drogas.

As denúncias haviam sido feitas tanto a Central de Operçaões da Polícia Militar quanto para Vigilância Sanitária, de que inclusive, a festa só teria tido o local divulgado aos participantes no início da madrugada para evitar que a polícia e as autoridades soubessem da existência da mesma.

Equipes do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) deslocaram ao local e lá, se depararam com cerca de 60 pessoas, entre estes, vários menores de idade já embriagados, sendo que os policiais foram recebidos pelo acusado V. M. P com o qual foram localizados nove invólucros de substância entorpecente do tipo cocaína que pesaram três gramas.

Foram apreendidas no local 12 garrafas de Vodka, uma garrafa de Whisky, três Narguilé e outras bebidas, sendo que ao ser questionado, o infrator alegou ter comprado taias bebidas juntamente com os demais infratores para consumirem durante a festa.

Os militares procederam em abordagem a todos os homens presentes na festa, sendo localizado na bolsa que estava com M. L de O. R, um invólucro entorpecente de Maconha pesando cinco (05) gramas, do qual ele não soube explicar o motivo de porta-lp.

Vários adolescentes se encontravam no local, o que se configura o crime de Corrupção de Menores, sendo que três destes realizaram o teste do bafômetro, configurando-se a embriaguez. Como não havia ônibus disponível para conduzir todos os presentes na festa, estes foram liberados no local e ordenados a irem embora, uma vez que, todos estavam descumprindo o decreto de prevenção ao Coronavírus.

Já os dois presos em flagrante, foram conduzidos e apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), onde devem ser autuados por tráfico de drogas, posse de entorpecentes, desobediência, no que tange ao descumprimento do decreto, corrupção de menores, bem como, as demais tipificações que o delegado de Polícia Civil julgar necessário.

Uma bicicleta CXR de cor vermelho suspeita de furto/roubo que estava no local foi devidamente apreendida na operação policial e entregue juntamente com as drogas e bebidas na UNISP para providências cabíveis.

Tony Rota/ Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)