Policial

Candidato vai pedir voto por engano na casa de adversário e caso termina da delegacia

Ceará do Assossete havia xingado e se apossado de um tijolo, momento em que o candidato reagiu e chutou o portão da casa. No final nenhum dos envolvidos no confronto quis registrar queixa

Acabou na polícia um desentendimento entre dois candidatos rivais a vereadores em Vilhena. O incidente aconteceu na tarde deste sábado, 24 de Outubro, e envolveu o comerciante Ladair Martins, do PV, conhecido como “Grandão”, e o autônomo Ivan Bezerra de França, do PSC, o “Ceará do Assossete”.

O primeiro apóia o atual prefeito, Eduardo Japonês (PV) e o outro está na coligação da ex-prefeita Rosani Donadon (PSC).

Vídeos gravados por Ceará e compartilhados em grupos no WhatsApp dão a entender que ele teria sido provocado e ameaçado pelo aliado de Japonês, que, segundo o denunciante foi até sua casa com esse propósito.

Em áudio enviado aos aliados, Ladair esclarece que estava no bairro Assossete pedindo votos, quando foi surpreendido por Ceará, que teria investido contra ele com pau e tijolo. Grandão reagiu e deu um chute no portão da casa, jogando o artefato de metal no chão.

O jornal foi até a Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), para onde os dois envolvidos no episódio foram levados, a fim de saber se o caso havia sido registrado.

Segundo foi informado ao site, nenhum dos dois registrou queixa contra o outro e o caso foi apenas registrado pela Polícia Militar.

Eles teriam admitido que toda a confusão aconteceu porque o visitante (Ladair) havia ido pedir votos na casa sem saber que naquele endereço morava o adversário (Ceará).

Nas redes sociais, através de testemunhas do fato, ficou comprovado que Ceará do Assossete ao ver o opositor se aproximar proferiu palavrões e deu início ao conflito após de ter se apossado de um pedaço de tijolo, fazendo com que Ladair reagisse e perdesse o controle, chutando o portão da casa do adversário.

Ceará, como é conhecido, por diversas vezes vem causando conflitos nas redes sociais e usando de ofensas para ofender adversários políticos, uma vez que não consegue formular diálogos e apresentar propostas, tendo já expulsado do bairro Assossete o candidato a reeleição Rafael Maziero e insultado em vídeo, o atual prefeito Eduardo Japônes.

Além disso, diversos conflitos que já chegaram a resultar em ocorrências contra o infrator já foram registrados na cidade.

 

Fonte: Folha do Sul / Rota Policial News

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo