Policial

Operação Alvarás: Polícia Civil realiza diligências em bares e tabacarias e três prisões são realizadas

Duas prisões por corrupção de menores foram realizadas em uma tabacaria e uma prisão por porte de entorpecentes em outra

A Polícia Civil, através do Departamento de Fiscalização de Alvarás, realizou em Vilhena, durante a noite desta quarta-feira, 05 de Junho, a última fase da “Operação Alvarás”, em bares e tabacarias da cidade.

Entrevistado com exclusividade pelo Jornal Rota Policial News, que acompanhou toda operação, o escrivão de Polícia Civil de Colorado do Oeste/RO, Eduardo Louzada, que é responsável pela Fiscalização de Alvarás no Estado de Rondônia, relatou que na terça-feira, 05 de Junho,  foi realizada uma prisão por jogo do bicho, em um bar no bairro Vila Operária.

Nesta noite de quarta-feira, agentes da Polícia Civil deram continuidade as fiscalizações nos bares e tabacarias da cidade, tendo como resultado, três prisões, sendo duas por corrupção de menores e uma por posse de entorpecentes.

Durante averiguação em uma tabacaria localizada no Setor 06, bairro Parque São Paulo, policiais civis prenderam um dos clientes que tinha em sua posse uma paranga de maconha. Vale ressaltar que a empresa estava legalizada e nada de irregular foi encontrado no local, sendo apenas constatado o crime de posse de entorpecentes praticado pelo cliente, o qual foi conduzido para Polícia Civil e liberado após assinar um Termo Circunstanciado (TC). A paranga foi apreendida e ele afirmou ter adquirido de um desconhecido em uma boca de fumo do bairro.

Logo após a prisão deste cliente na tabacaria, as diligências continuaram e bares foram averiguados, quando as viaturas se deslocaram até uma tabacaria localizada na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes esquina com avenida Tancredo Neves, onde foi constatado a presença de uma adolescente, configurando-se o crime de corrupção de menores.

Diante disto, dois jovens foram presos e encaminhados para Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) e a menor detida e entregue aos cuidados do Conselho Tutelar. Apenas um dos jovens seria proprietário da tabacaria. Ambos devem prestar esclarecimentos ao delegado plantonista e responderem em liberdade após assinarem um Termo Circunstanciado (TC). O Ministério Público será notificado sobre as situações.

Nas demais tabacarias da cidade, que foram averiguadas, nada de irregular foi constatado e todas estão funcionando normalmente.

Vale ressaltar que a “Operação Alvarás” deve-se em resposta a pratica de crimes e denúncias de ilegalidades em bares e tabacarias da cidade. Além disso, diversos bares e tabacarias estão funcionando de forma irregular, sem possuírem o alvará da Polícia Civil, obrigatório para bares, tabacarias e casas noturnas. “É necessário este tipo de operação para que estes comércios funcionem de forma regular e adequada,” pontuou Eduardo Louzada.

A operação se encerrou em Vilhena, mas deve ter continuidade nas demais cidades do Cone Sul do Estado de Rondônia. Nos próximos meses, novas operações devem ser desencadeadas pela Polícia Civil.

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)