Policial

Líder do ‘Novo Cangaço’ e empresário são executados em Hilux

Polícia Civil deverá investigar execuções

O assaltante de banco Lindomar Alves de Almeida, conhecido como Nenezão, e um empresário identificado apenas como Geraldo, foram executados a tiros, na manhã desta sexta-feira, 03 de Janeiro, na região central de Nobres – MT (a 122 quilômetros de Cuiabá). Ambos estavam em uma Hilux.

O duplo homicídio aconteceu por volta das 10h15. Segundo informações da Polícia Militar, uma equipe fazia rondas pela avenida Getúlio Vargas, quando foi acionada para atendimento na rua Cuiabá.

Conforme populares, uma Hilux teria parado na via e logo depois um veículo branco também parou. Dois suspeitos encapuzados, com armas longas, desceram e efetuaram diversos disparos em direção dos ocupantes da caminhonete.

Nenezão morreu no local. Já Geraldo foi socorrido ainda com vida, mas ele não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no caminho para o hospital.

No local os policiais encontraram dois cartuchos de calibre 12, sendo um intacto e outro deflagrado.

O local foi isolado para trabalhos de perícia criminal da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) e Polícia Civil. Ambos são moradores da cidade de Nobres.

Nenezão seria integrante de uma quadrilha especializada que assaltou vários bancos no interior do estado.

A modalidade praticada pelo bando ficou conhecida como “Novo Cangaço” e aterrorizou populações de Paranatinga (375 Km de Cuiabá) e em Rosário Oeste (129 Km de Cuiabá), em 2013.

Fonte: Olhardireto

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar