Policial

Ex-detento que matou colega em presídio é morto a tiros, mulher e frentista acabam baleados

Vitima de 23 anos seguia para casa após sair da Colônia Penal

Um rapaz de 23 anos, identificado como Fernando Rogério de Oliveira, foi executado a tiros, na manhã desta quinta-feira, 17, quando saía da Colônia Penal de Vilhena, e seguia de moto para casa.
A mulher que pilotava o veículo, identificada como Rute Lopes da Silva, 45 anos, também foi atingida.

O casal estava na avenida Tancredo Neves, bairro Jardim América, quando foi abordado por dois homens numa moto Honda CG Titan.

Ao perceber que o carona havia sido atingido, a condutora fugiu, buscando abrigo em  posto, no centro da cidade.

Os dois assassinos, que já haviam deixado Fernando morto no meio da rua, perseguiram Rute e dispararam várias vezes contra ela.

Um frentista do posto também foi atingido na panturrilha. O Hospital Regional confirmou que a mulher está com 11 perfurações no corpo, já passou por cirurgia e ficará na UTI da unidade, em estado grave.

Fernando foi indiciado pela polícia por matar, a facadas, um outro detento que cumpria pena no presídio Cone Sul, em Vilhena.

Fonte: Claudemir Sabino/Carlos Mont Serrate – Rota `Policial News
Texto: Folha do Sul Online
 

 

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar