Policial

Acusado de matar amigo a pauladas em Vilhena é indiciado por homicídio e está foragido

“Paraguai” já tinha uma condenação por homicídio na cidade de Juína (MT)

Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 06, o delegado que comanda a Delegacia de Homicídios de Vilhena, Núbio Lopes de Oliveira, deu detalhes do assassinato de um trabalhador braçal em uma fazenda na área rural de Vilhena.

O crime aconteceu na madrugada de 14 de novembro de 2018 e vitimou Roberto de Souza Barros, o “Robertinho”, de 34 anos, que foi atacado a golpes de madeira na cabeça.

Segundo relato do delegado, Robertinho conheceu Paraguai e o convidou para morar com ele. Depois, os dois foram contratados para trabalhar na Fazenda Cenário, na Estrada do Veado Preto.

Cerca de 15 dias depois, os funcionários da propriedade resolveram fritar peixes e comer com o acompanhamento de bebidas alcoólicas. A certa hora do evento, os outros funcionários foram dormir, enquanto Robertinho e Paraguai disseram que ficariam para arrumar a bagunça na oficina.

Na manhã seguinte, quando os funcionários acordaram encontraram Robertinho deitado no chão. Inicialmente acharam que ele estivesse bêbado. Depois, viram sangue e perceberam que ele havia levado diversos golpes na região da cabeça, desferidos com um caibro. A vítima foi trazida para Vilhena e imediatamente transferida para Cacoal, onde permaneceu em coma por 11 dias, antes de falecer.

Paraguai não foi mais visto na fazenda. Ele roubou uma motocicleta do dono da propriedade para fugir. A motocicleta foi encontrada depois, na cidade de Espigão do Oeste. A camiseta que Paraguai usava na noite anterior foi encontrada ao lado da vítima.

Como todos o conheciam apenas como Paraguai, a polícia teve dificuldades para identificar o suspeito, cujo nome é Zenildo Duarte Batista, de 48 anos. Ele já foi condenado na cidade de Juína (MT) por homicídio e ocultação de cadáver.

Para reforçar os indícios contra Paraguai, a polícia descobriu que ele havia solicitado à justiça permissão para cumprir o resto da pena na cidade de Espigão do Oeste, onde a motocicleta furtada na fazenda foi localizada.

A prisão preventiva dele foi pedida e ele é considerado foragido. A polícia a foto do suspeito para tentar auxiliar na descoberta de seu paradeiro.

Fonte: Folha do Sul Online
Autor: Rogério Perucci

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar