Geral

Único município da Região Norte, Vilhena irá receber mais de R$ 3,8 milhões do Ministério do Meio Ambiente

Recusos devem ser investidos em 2.021

Vilhena é o único município da Região Norte que vai receber recursos do Ministério do Meio Ambiente para gestão de resíduos sólidos.

A repasse será no valor de R$ 3.847.242,00 para serem investidos até 2021. No total, a previsão é que o órgão distribua R$ 30 milhões em investimentos aos entes municipais.

O município, localizado no Cone Sul de Rondônia, foi selecionado por meio de chamamento público, realizado neste ano, quando foi apresentado o projeto para reduzir a quantidade de resíduos destinados ao aterro sanitário local, proporcionando melhorias na qualidade do ar, eliminando o mau cheiro, além de aumentar a produção de adubo orgânico a ser utilizado em hortas e recuperação de áreas degradadas da Prefeitura e do SAAE, onde funcionaram lixões.

O projeto ainda prevê que haverá geração de emprego e renda para catadores; evitará o entupimento de bueiros, entre outros benefícios.

Dados do Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (Saae), por mês, são recolhidas em média 1 tonelada de lixo que são levadas para o único aterro particular da cidade.

Conforme informações do Ministério do Meio Ambiente, os projetos cadastrados podem ser executados no período de 12 a 36 meses e os recursos são não-reembolsáveis, ou seja, não precisam ser devolvidos ao governo federal após a conclusão.

Conforme a Prefeitura de Vilhena, haverá implementação do projeto de coleta seletiva mecanizada de resíduos sólidos urbanos domiciliares, beneficiando toda a população do município de Vilhena, que é cerca de 80% residente de áreas urbanas e distritos.

Ainda, com os pontos de entrega voluntária (contentores) em locais estratégicos, terá início a conscientização sobre a coleta seletiva.

A colaboração mútua entre o governo federal e municipal trará melhorias na aplicação das políticas públicas para gestão de meio ambiente.

A Associação Rondoniense de Municípios (AROM) parabeniza a iniciativa da administração.

“Quero parabenizar a gestão do prefeito Eduardo Tsuru, que conseguiu a aprovação do projeto e vai receber recursos, beneficiando toda a população. Esses recursos são importantes, pois, em muitos casos, o município não consegue desenvolver aquilo que gostaria, por falta de verba”, afirma Cláudio Santos, presidente da AROM.

Assessoria AROM

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)