Policial

Sete vidas: rapaz baleado em Vilhena havia sobrevivido a outra tentativa de assassinato, quando levou 6 tiros

Ele foi submetido a uma cirurgia e, assim como em 2017, sobreviveu

Chamou atenção, esta semana, o caso de um rapaz que resistiu a duas tentativas de homicídio em Vilhena, ambas por disparo de arma de fogo. Nas duas vezes em que foi baleado, Wesley, que hoje tem 25 anos, foi encaminhado ao Hospital Regional de Vilhena e resistiu.

“Poi”, como Wesley é conhecido, foi alvo de 6 disparos em 17 de abril de 2017; um acertou seu abdômen. Na época do caso, a suspeita é que ele tenha sido confundido com um membro de uma facção criminosa, que estava jurado de morte pela sigla rival.

Wesley, que era albergado quando o crime aconteceu, havia acabado de deixar a Colônia Penal da manhã do dia do crime. Ele estava com dois amigos, quando um homem que estava em um carro passou, gritou “perdeu, Poi”, e disparou seis vezes.

Ferido, a vítima foi levada pelos amigos, de bicicleta, ao Hospital Regional de Vilhena, onde recebeu socorro e sobreviveu.

Quase três anos após o ataque, Wesley voltou a ser vítima de uma tentativa de homicídio. Assim como no anterior, ele foi atingido por uma bala no abdômen e sobreviveu após ser encaminhado ao HRV.
Desta vez, o crime aconteceu no Parque Industrial São Paulo. Poi pulou o muro de uma casa após ser baleado e foi o morador que acionou a Polícia Militar. Quando a PM chegou, ele estava ensangüentado.

Poi, que na mesma semana tinha sido flagrado com uma moto roubada a caminho de Cerejeiras, não soube informar que teria tentado contra sua vida.

Ele foi submetido a uma cirurgia e, assim como em 2017, sobreviveu.

FONTE: FOLHA DO SUL

 

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar