Policial

Sem terras invadem fazenda e ateiam fogo em casas e furtam objetos no Guaporé

Ação foi motivada por represaria dos marginais após Justiça ter realizado reintegração de posse em fazenda

A ocorrência foi registrada no último sábado, 15 de Fevereiro, na fazenda Duas Meninas, localizada na Estrada do Apertado, quilômetro 32, setor Roosevelt, há 45 quilômetros do Guaporé, já no distrito Nova Pimenta.

Conforme apurado, há poucas semanas, marginais classificados como “sem terras” haviam invadido a referida fazenda, mas acabaram expulsos do local por força de uma reintegração de posse determinada pela Justiça de Rondônia, que designou que viaturas da Polícia Militar retirassem os invasores do local.

Revoltados com a reintegração de posse e com as leis vigentes no país, o grupo de bandidos voltou a invadir o local e em uma represaria a justiça, atearam fogo nas duas residências que haviam na fazenda Duas Meninas e ainda, praticaram o furto de três aparelhos de ar condicionado, um armário de cozinha, uma geladeira e um fogão de gás com botija.

A vítima tomou ciência dos fatos ao ter ido ao local e se deparado com as casas em chamas, tendo então, procurado o quartel da Polícia Militar do distrito do Guaporé para registrar o caso.

Para a polícia, a vítima contou ainda que há poucos dias, logo após a ação de reintegração de posse, o motorista de um caminhão prancha havia ido para a fazenda buscar um trator, momento em que o grupo de sem terras, com capuz na cabeça o abordaram e determinaram que o mesmo voltasse embora para Vilhena/RO ou seria assassinado.

O grupo de marginais classificado como “sem terras” por governos petistas tentam de toda forma e a qualquer custo roubar o bem alheio, matar o que tiver pela frente e saírem impunes, desafiando as leis brasileiras em busca de ideais nada honestos, tornando deles, uma grande facção criminosa em todo o Brasil, praticando o roubo de terras e latrocínios em massa.

Para o presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, os sem terras são nada mais nada menos que um grupo terrorista existente no país. (Lembre aqui)

A Justiça de Rondônia deverá receber denúncia da Polícia Civil quanto aos fatos e poderá agir de alguma forma eficaz, no sentido de punir os criminosos.

 

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar