Geral

Sarau atraiu artistas e população em comemoração ao aniversário da cidade

Com música, poesia, leitura dramatizada, exposição e pinturas, evento movimentou praça

Em comemoração ao aniversário de Vilhena, a Fundação Cultural de Vilhena (FCV) promoveu o 1° Sarau Literário na praça Nossa Senhora Aparecida, ontem à noite. O evento abriu a exposição do acervo histórico de fotos e livros que contam a história de Rondônia e de nosso município. Muitas apresentações musicais, poemas, exposições artísticas, pinturas faciais e leituras encantaram os presentes, que também puderem prestigiar o lançamento do “Projeto de Resgate da Memória Musical Professora Apparecida Rocha”, a popular Cidinha.

 

O sarau, contando com elementos artísticos, culturais e literários, se revelou em uma mistura de uma série de ações. “Nós sempre abrimos espaço para todos e queremos sempre deixar claro que a Fundação tem vontade de permanecer com esses projetos, mas precisamos também que as pessoas tragam suas obras e projetos para podermos apoiar e movimentá-las”, explica a presidente da FCV, Kátia Valléria.

 

O espaço “Memorial de Vilhena” conta com um levantamento da comissão Rondon com os principais ícones da época. O historiador vilhenense Emmanuel Gomes, que fez várias pesquisas sobre quem eram as principais pessoas que apoiaram o movimento da vinda do Rondon, deixou tudo registrado em livros. A biblioteca agora tem um grande acervo da história de Rondônia que ficará exposto de forma permanente ao público.

 

A artista plástica e colaborada da FCV, Carla Paulik, pintou um retrato em homenagem à pianista e professora Cidinha. “Foi um desafio para mim, me baseei em fotos e referências da época, fiquei muito contente. Quem conhecia ela e viu a tela se emocionou. Gostei muito do resultado, porque eu não a conheci pessoalmente e, mesmo assim, as pessoas ficarem felizes com o resultado”, contou.

 

Os alunos de pedagogia e letras da universidade Federal de Rondônia (UNIR) em parceria com a FCV alegraram as crianças com pinturas faciais e contação de histórias em frente à biblioteca, com um espaço onde as crianças poderiam sentar e se divertir, além de aprender.

 

Durante o sarau os alunos da escola Álvares de Azevedo visitaram a exposição, além de uma grande interação com o público e os artistas que tornou o evento muito agradável. A programação em comemoração aos 41° aniversário continua até o dia 30 de novembro cheio de atividades, para todas as idades e gratuito. A FCV agradece a participação de todos.

Semcom

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar