Política

Rosangela Donadon pode perder vaga na Assembléia Legislativa de Rondônia; entenda

Julgamento de candidatura impugnada pode dar vaga ao candidato Ribamar Araújo, de Porto Velho

A deputada estadual reeleita Rosângela Donadon  (PDT) de Vilhena, pode perder a vaga para Ribamar Araújo (PR) de Porto Velho, candidato derrotado nas eleições gerais deste ano. A notícia foi dada ontem em primeira mão pelo jornalista e colunista Sérgio Pires, da capital.

Para o comunicador, a composição da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) para os próximos quatro anos, a partir de 1º de janeiro de 2019, pode não ser ainda a definitiva. Ele garante que há uma chance real que Ribamar Araújo assume a vaga da deputada, isso “dependerá do julgamento do caso do candidato Dr. Luiz Ferrari (PR), que fez mais de sete mil votos e que está com sua candidatura considerada impugnada”, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO). Caso os votos de Ferrari sejam validados, o principal beneficiário será o correligionário Araújo, para quem faltaram apenas 70 votos para se eleger em sua coligação, ele estará dentro e quem sairá será a deputada hoje eleita Rosângela Donadon.

O assunto sobre o caso poderá ser definido na próxima semana, quando ocorre o julgamento de Ferrari.

Sai Jean Mendonça entra Geraldo da Rondônia

“O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) anda agindo e investigando muita coisa”, cita Sérgio Pires em sua coluna.

“O TSE considerou válidos votos da Professora Valdecira, do PSC, tirando da ALE o deputado Jean Mendonça, de Pimenta Bueno e colocando em seu lugar Geraldo da Rondônia, de Ariquemes”, destaca Sérgio Pires. Essa foi a primeira mudança na composição da ALE para o próximo quadriênio. Com informações do colunista Sério Pires.

Fonte: Vilhena Notícias

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar