Geral

Professora de Vilhena, com 65 anos, emociona filha com história de dedicação e amor pela profissão em documentário

Prefeitura registrou história das duas professoras na escola Tenente Melo, em São Lourenço

Aos 65 anos de idade, a professora vilhenense Áurea Royer não quer sair da sala de aula. A dedicação dela ao ensino virou tema de um documentário sobre sua relação de amor com a arte de ensinar e como esse dom também passou para sua filha, Ana Laura Royer. Ambas são, hoje, professoras na escola Tenente Melo, em São Lourenço, comunidade rural de Vilhena. Elas se emocionaram no vídeo ao revelar como as lições de Áurea foram muito além dos livros didáticos.

“É impossível diferenciar a figura de mãe e de professora dela pra mim. Tudo o que dá certo aqui é porque 80% é esforço dela e 20% é meu. Agradeço ela do fundo do meu coração pela vida e por tudo que aprendi, porque ela é a minha referência”, conta Ana Laura, diretora da escola onde a mãe dá aula.

Crescendo com o exemplo de dedicação de dona Áurea em casa e na escola, Ana também pegou gosto pela profissão. Ela faz de tudo para melhorar a qualidade de ensino na escola que comanda, e que em breve ganhará uma nova sede, construída com recursos de doação.

Segundo a assessora executiva da Secretaria Municipal de Educação de Vilhena, Cristiane Ortiz, “a dona Áurea não quer sair da escola. Enquanto está todo mundo pensando em se aposentar, ela está querendo trabalhar e trabalhar. Dona Áurea quer fazer a diferença. Sempre foi assim, nunca teve preguiça. Nada é tão difícil para ela que não possa ser feito”, conta.

Reconhecida pela comunidade escolar como exemplo de educadora, lembrada com carinho pelos alunos que já tiveram aulas com ela e admirada pelos profissionais da área, a homenageada do vídeo já soma mais de 30 anos de experiência no magistério.

O vídeo, produzido pela Secretaria Municipal de Comunicação, foi publicado hoje, no encerramento da Semana do Professor, em alusão ao Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro. O vídeo está disponível em dois formatos e pode ser assistido aqui (Facebook) e aqui (Youtube).

Também deram depoimentos no vídeo Ana Eduarda Royer (neta de Áurea), Cristiane Ortiz e a aluna Kettlyn Rocha, que não contiveram os elogios à professora.

Fonte: Assessoria

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Close