Geral

Preço da arroba do boi gordo não vai reduzir em Rondônia, diz consultor

Arroba da carne bovina chegou a R$ 190 na última semana.

O preço da arroba do boi gordo em Rondônia, que chegou a R$ 190 na última semana, não deve reduzir nos próximos meses. É o que estima o consultor técnico de pecuária Neto Prado.

Ao Rondônia Rural, o profissional detalhou o motivo deste aumento repentino no preço da arroba da carne bovina.

“Nós temos que ter em mente que assim como qualquer outro mercado, este depende da lei de oferta e demanda. Ou seja, se nós temos muito produto disponível no mercado ou uma baixa de compradores desse produto, a tendência do valor deste produto é cair. Por outro lado, se nós temos baixa quantidade de produto no mercado ou uma alta demanda de compradores, a tendência é subir”, ressalta.

Isso explica o aumento no valor da arroba do boi gordo em Rondônia. Segundo o consultor técnico, há duas demandas que definem o preço da carne no mercado: interna e externa.

“Primeiramente falando da demanda interna, nós temos aí um histórico de anos que estamos com o PIB muito baixo e até negativo, dependendo do ano que estamos falando. Em 2019 teve um crescimento constante do PIB, o que está aquecendo a economia”, conta.

Por outro lado, na demanda externa, a China passou por uma peste suína em 2019 e fez com que precisasse de uma alta demanda de importação.

Por causa destas duas demandas houve um aumento no preço da arroba do boi gordo em Rondônia. “Se cada chinês decidir comer carne bovina, não vai ter quem sustenta o mercado deles”, afirma.

O consultor diz que outro fator para a elevação do preço da carne, inclusive na gôndula do mercado, é porque está faltando bois para os frigoríficos e isto faz faltar carne no mercado brasileiro.

“A demanda está muito alta. Aqui em Rondônia, onde no começo do ano tínhamos arroba a R$ 130, agora está a R$ 190. Essa movimentação, que aconteceu principalmente nas últimas três semanas, nos mostra que pelo menos por enquanto o preço da arroba não vai cair”, finaliza.

Carne mais cara no mercado

Ao longo de novembro, o preço da carne na gôndula do mercado deu um salto. Coxão mole, filé, picanha e contrafilé foram alguns dos cortes que mais subiram de preço.

Em Porto Velho, por exemplo, o quilo do coxão mole passou a ser vendido ao consumidor por R$ 27,99, enquanto a picanha custa R$ 42,99.

Fonte: G1 Rondônia

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar