Policial

PF cumpre mandados e sequestra fazendas avaliadas em R$ 278 milhões em Vilhena e outras seis cidades

Em vídeo, superintendente Regional comenta ação que combate crime de grilagem de terras em RO e MT

Duas fazendas avaliadas em R$ 278 milhões foram sequestradas por policiais federais durante a operação Julius Caesar, deflagrada nesta quinta-feira (9) para combater a grilagem de terras federais em Rondônia.

Segundo a Polícia Federal (PF), são cumpridos 19 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens em residências e empresas em sete cidades: Vilhena (RO), Pimenta Bueno (RO), Cerejeiras (RO), Ji-Paraná (RO), Porto Velho, Guajará-Mirim (RO) e Campos de Júlio (MT).

O objetivo da operação é combater um esquema criminoso que fraudou o processo de regularização fundiária de Gleba Pública Federal em Cerejeiras e Pimenteiras do Oeste.

Além dos mandados de busca e apreensão contra a quadrilha, a Justiça Federal de Vilhena determinou o sequestro de duas fazendas nestas cidades do cone sul. As propriedades são avaliadas em ao menos 278 milhões.

Também foi determinado o bloqueio de R$ 125 milhões dos investigados, que não tiveram os nomes divulgados.

Como funcionava o esquema?

Segundo a PF, o grupo investigado usava nomes de “laranjas” e falsificava documentos para obter títulos de domínio rurais de forma indevida.

Após obter a área rural, grandes empresários compravam essas fazendas griladas.

Durante a investigação foram descobertos que os criminosos cometeram crime de estelionato em detrimento da União, falsidade ideológica, invasão de terras da União.

O nome da operação, Julio César (Julius Caesar), faz referência ao maior conquistador de terras do Império Romano.

Fonte: Por g1 RO

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)