Policial

PATAMO e Núcleo de Inteligência prendem traficante no bairro Cristo Rei

Polícia apreendeu drogas e R$ 1.699,00

A operação do Núcleo de Inteligência (NI) com apoio do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) ocorreu na noite desta quinta-feira, 29 de Novembro, em uma residência localizada na avenida 734 do bairro Cristo Rei, em Vilhena.

O Núcleo de Inteligência  da Polícia Militar estava investigando uma denúncia que dava conta de que o nacional Valcir Sega Araújo, de 30 anos, já conhecido por práticas ilícitas, havia recebido um carregamento de entorpecente e estaria comercializando drogas há algum tempo e que  tais entorpecentes eram vendidos em sua residência, como também, ele saia com seu veículo para realizar entregas.

Com as investigações, os policiais descobriram que Valcir utilizava seu celular como ferramenta para
as vendas de drogas, e que, inclusive, o mesmo pesava o entorpecente em uma balança e tirava fotos para garantir o peso na hora da venda. Já quando se tratava das vendas em sua residência, o acusado deixava a droga próximo ao muro e ao portão, em um pote vermelho de fácil acesso.

Na noite de hoje, os investigadores do NI passaram a monitorar o local e avistaram o momento em que um  usuário de entorpecente chegou na residência, conversou com alguém e logo após saiu. Foi realizado acompanhamento tático e os policiais solicitaram apoio do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) para realizar abordagem ao usuário.

Neste momento, o usuário notou que estava sendo monitorado e empreendeu fuga,  e durante este ato, arremessou algo branco, e conseguiu evadir-se. Contudo, foi constatado que o objeto arremessado tratava-se de um invólucro aparentando substância entorpecente crack.

As guarnições então, realizaram abordagem no endereço de Valcir, onde localizaram ao lado do muro, um pote vermelho de fermento em pó, contendo dezessete invólucros iguais ao arremessado pelo usuário, totalizando 8,4 gramas. No banheiro da residência, em baixo da pia, foi localizado uma balança de precisão.

Já em revista ao acusado, os policiais apreenderam a quantia de R$ 1.699,00 (sendo dezesseis cédulas de cem reais, três cédulas de vinte reais, três cédulas de dez reais, uma cédula de cinco reais e duas cédulas de dois reais).

Indagado sobre os fatos, Valcir relatou que havia vendido cem reais em entorpecente na data de hoje, porém, alegou que o referido pote apreendido com entorpecente não lhe pertence. Ele entrou em contradições sobre a origem do dinheiro, mas assumiu vender drogas e disse que a balança de precisão é de sua propriedade, contudo, não explicou porque está fica escondida.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao acusado pela prática de tráfico de drogas, sendo encaminhado ára Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), onde será autuado pelo Artigo 33 do Código Penal.

Carlos Mont Serrate / Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar