Policial

Marido leva TV para bordel e alega que iria jogar vídeogame, mas mulher aciona a Polícia Civil em Vilhena

Aparelho é encontrado em bordel. Mulher alega que marido iria vender TV para comprar drogas

Na noite de domingo, 25, uma mulher entrou em contato com a Polícia Civil pedindo ajuda pelo fato de seu marido estar tentando vender o aparelho televisor da casa para comprar drogas.

Já na madrugada desta segunda-feira, 26, três pessoas foram presas em uma casa de prostituição tentando vender um aparelho similar pelo valor de R$100,00.

De acordo com o registro da ocorrência, ao pedir ajuda aos civis, a  mulher foi instruída a acionar a Polícia Militar, já que tais atendimentos são da competência da corporação e durante a madrugada, uma guarnição recebeu informações de que em um prostibulo localizado na avenida 1705, no bairro Jardim primavera, 06 homens, com 28, 35, 38, 39, 43 e 47 anos, estavam tentando comercializar um aparelho televisor marca LG por aproximadamente R$ 100,00.

Já no local, os militares encontraram a TV de 42 polegadas escondida atrás de alguns tijolos em um terreno próximo.

Questionado sobre a procedência do aparelho e se de fato estavam tentando vende-lo, um dos suspeitos, de 43 anos, que portava em um dos bolsos duas hastes cilíndricas de plástico contendo em um pó branco similar a cocaína, respondeu que não, tendo levado o equipamento ao prostíbulo apenas para jogar videogame.

Diante da situação, todos receberam voz de prisão e foram apresentados na Delegacia da polícia Civil, juntamente com o aparelho para serem tomadas as devidas providências.

Três dos envolvidos tiveram que ser algemados devido resistirem à ação policial e foram detidos pelos policiais.

 

Fonte: Folha do Sul Online

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo