Geral

JBS destina quase R$ 1 milhão à Prefeitura, que investe no fomento da Economia e planejamento local

Convênio entre empresa e Prefeitura permite cursos, eventos e estudos para fortalecimento do mercado vilhenense

Após o JBS destinar quase R$ 1 milhão à Prefeitura de Vilhena através de convênio, a Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic) realiza várias ações dentro do programa “Vilhena em Desenvolvimento” de fomento à Economia da cidade destinando recursos para eventos, cursos, incentivos, estudos, divulgação, entre outros.

O titular da Semtic, Marcondes Cerrutti, explica que o valor só pode ser gasto para este fim, sendo vedada a utilização para quitação de dívidas ou investimento em Saúde. “Caso não firmássemos esse convênio, não teríamos esse recurso. Ele não é do caixa da Prefeitura, foi passado para nós através dessa parceria. E felizmente foi assim, pois a cidade tem potencial para crescer e queremos ajudar o município e seus trabalhadores”, explica o secretário.

OS INVESTIMENTOS – O convênio n° 001/2018 estabelecido no ano passado, teve seus recursos de R$ 913 mil depositados na conta da Prefeitura ainda em dezembro de 2018. Sua aplicação já começou a acontecer.

R$ R$ 200 mil serão destinados para o congresso empresarial Conexão Sebrae (evento que envolve rodadas de negócios, qualificação, palestras, oficinas, workshops e exposição de estandes empresariais por vários dias), previsto para acontecer em novembro de 2019. Este investimento representa 50% do custo total do evento, estimado pelo Sebrae em R$ 400 mil, sendo que a outra metade será bancada pela entidade. Além da Semtic, participam do evento também as secretarias de Meio Ambiente e Agricultura, que realizarão atividades em conjunto no projeto.

Outros R$ 400 mil foram investidos na contratação dos estudos de planejamento do escritório de arquitetura e urbanismo Jaime Lerner, que faz pesquisas e projetos que vão colaborar e embasar a implantação do Plano Diretor do município.

Mais R$ 60 mil serão usados para cursos de qualificação de pessoas de baixa renda no setor da Construção Civil em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem da Indústria) com treinamentos profissionalizantes de pintor e pedreiro.

Outros R$ 50 mil devem ser investidos na aquisição de material de consumo, R$ 63 mil para compra de material permanente e veículo, bem como R$ 36 mil para a 1ª Rondônia Rural Sul, através da Associação Comercial e Empresarial de Vilhena (a matéria ainda está em análise na Câmara de Vereadores).

O restante é destinado à demais projetos e possíveis contratações para produção de material de divulgação do município na busca de indústrias e grandes empresas, cursos, capacitações e outros relacionados ao fomento da Economia local, único objetivo para o qual pode ser usado o recurso.

“Este é um projeto importante de nossa secretaria que não tem conexão com dívidas da Prefeitura e não impactará negativamente no orçamento municipal. Pelo contrário, é dinheiro vindo ‘de fora’ que vem para somar e aumentar nossa capacidade de ação. Já estamos começando a colher os frutos da articulação da Semtic, ao observar a chegada de várias indústrias e grandes empresas na cidade, gerando centenas de empregos”, completa Marcondes.

Semcom

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar