Política

Japonês gasta R$ 16 mil a mais que Rosani para comprar ovos de Páscoa; ex-prefeita foi “crucificada” na época

Lizangela gastava menos fabricando ovos com a ajuda de servidores

“Crucificada” em 2017, por gastar pouco mais de R$ 106 mil com a compra de ovos de Páscoa para distribuição em escolas públicas de Vilhena, a então prefeita Rosani Donadon (MDB), acaba de ser superada pelo sucessor no cargo: Eduardo Japonês (PV) mandou empenhar exatos R$ 127.125,00 para adquirir o mesmo produto.

Na época em que adquiriu as guloseimas, Rosani lançou a despesa como “aquisição de gêneros alimentícios para a merenda escolar”. A compra foi criticada por técnicos, como mostraram os jornais na época (lembre aqui). A assessoria de Rosani emitiu nota, desmentindo a suposta ilegalidade e explicando a situação (confira aqui).

Agora, usando recursos também da Educação, Japonês assinou decreto autorizando a compra, criticada por aliados dele na gestão Rosani, quando a transação foi denunciada no Tribunal de Contas.

TRADIÇÃO
A entrega de ovos de chocolate para crianças da rede municipal de ensino sempre foi feita em Vilhena. Na época da então primeira-dama e titular da Secretaria Municipal de Assistência Social, Lizangela Rover, a compra era apenas das barras de chocolate, já que a própria titular da Semas, com a ajuda de servidores, fabricava os ovos, gastando menos. Rosani e Japonês optam pela aquisição dos itens já prontos.

Fonte: Folha do Sul

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar