Policial

Indigente: ossada humana encontrada pela PM é sepultada em cemitério de Vilhena

Exames preliminares não apontavam para lesões provocadas por agressão

A ossada humana foi encontrada na tarde de domingo, 24 de Fevereiro, em terreno baldio aos fundos de uma chácara, localizada na rua Reinaldo Gonçalves, no bairro Setor Industrial, em Vilhena. Já no início da tarde desta segunda-feira, 25, o cadáver foi sepultado como indigente no cemitério municipal Cristo Rei.

Do corpo encontrado:

A Polícia Militar foi solicitada a comparecer no local onde um sitiante teria acabado de localizar um cadáver em estado de putrefação e diante disto uma radiopatrulha se deslocou ao endereço, onde em contato com o solicitante, este informou  que saiu para procurar suas novilhas e que ao se aproximar dos fundos do lote, onde tem um terreno baldio, sentiu forte odor e ao aproximar-se, avistou o corpo de uma pessoa, restando apenas os ossos e poucos pedaços apodrecendo. Diante disto, ele ligou para um irmão que é policial militar, solicitando a presença do efetivo policial.

A perícia da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) acredita que o corpo foi desovado no local há pelo menos 15 dias e inicialmente não encontrou marcas de lesão por disparo de arma de fogo, faca ou outras marcas. O cadáver passou por exames por parte do Instituto Médico Legal (IML) e não foi verificado pela autópsia, marcas de lesões por agressão.

A Polícia Civil através do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) investigam o caso e solicitaram exames de DNA para que possa ser realizada a identificação do corpo e o motivo da morte. A reportagem segue acompanhando o caso.

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Rota Policial News

Facebook Comentários

Artigos Relacionados

Fechar