Policial

Homem que assediava mulheres ubers em Vilhena é preso em Vilhena

Vítima da importunação gravou conversa obscena, que foi ouvida pelos colegas

Na noite de ontem, um homem casado, aparentando cerca de 40 anos, foi preso após ser gravado assediando sexualmente uma motorista de aplicativo, em Vilhena. Colegas das vítimas chegaram a agredir o suposto assediador e filmaram a cena.

Antes da prisão, outras mulheres importunadas pelo mesmo homem compartilharam a foto dele num grupo que reúne membros da categoria no WhatsApp e alertaram sobre suas investidas.

Ele é acusado de contratar corridas apenas com motoristas mulheres, se sentar no banco da frente, dirigir palavras eróticas a elas e até ameaçar mostrar o pênis.

Quando foi acionada, a “Uber”, já sabendo do histórico do passageiro, avisou os colegas que iria começar a gravar a conversa, que todos passariam a ouvir.

Após embarcar no centro da cidade, com destino ao bairro Alphaville, o passageiro começou a dizer obscenidades para a motorista, como ele já havia feito com outras.

Ouvindo toda a conversa, outros condutores de aplicativo seguiram o carro da colega e, quando ele estacionou na porta de casa, todos  cercaram o veículo e o detiveram o homem até a chegada da polícia.

Foi nesse momento que um dos motoristas, exaltado, pegou o acusado pelo pescoço e o agrediu. O jornal teve acesso ao vídeo mostrando a prisão e o ataque, mas prefere não veicular o material, pois ele mostra a esposa questionando o homem sobre as acusações e, neste caso, ela também é vítima.

Levado para a UNISP, sob a “escolta” de outros carros de aplicativo, o homem foi ouvido pela delegada Solângela Guimarães, titular da Delegacia da Mulher, mas como este tipo de ocorrência corre em sigilo, não foi possível saber se ele ficou preso e nem em que tipo de crime foi enquadrado.

 

Fonte: Folha do Sul Online/ Rota Policial News

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)