Policial

Homem liga para mãe e conta que matou esposa: “Estou ao lado do corpo”

Edail Silva Real assassinou Fátima Ferreira do Nascimento em Cáceres, no último dia 7. Acusado foi preso na Rodoviária de Rio Verde, em Goiás.

Edail Silva Real, 30, que matou a esposa, Fátima Ferreira do Nascimento, 36 anos, no último fim de semana, em Cáceres (225 km de Cuiabá), teria ligado para a mãe logo após o crime e contou que estava ao lado do corpo da mulher.

De acordo com a Polícia Civil, após confessar o crime para a mãe, Edail fugiu para o município de Rio Verde, em Goiás, onde foi encontrado tentando viajar para o Maranhão.

Ele foi preso por uma equipe da Polícia Militar e depois conduzido à delegacia da Polícia Civil.

O crime

Fátima Ferreira do Nascimento foi encontrada morta em sua casa, no bairro Luz do Sol, com diversas perfurações de arma cortante, na manhã de segunda-feira, 7 de junho.

A partir da instauração do inquérito pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para apurar o crime, a Polícia Civil reuniu diversas informações durante as diligências que embasaram a representação à Justiça pela prisão preventiva do acusado.

A delegada da DEDM de Cáceres, Judá Maali Marcondes, destaca o empenho das equipes policiais, do Judiciário e Ministério Público do município e a colaboração das forcas de segurança de Goiás que resultaram na localização do acusado do feminicídio.

Em troca de informações entre a Polícia Civil em Cáceres e as polícias Civil e Militar de Goiás foi possível chegar à localização do acusado.

Fátima Ferreira teve um relacionamento por um ano com o acusado e estavam separados há um mês, contudo, o homem não aceitava o fim da relação. Após cometer o crime, ele teria ligado para sua mãe e dito que havia acabado de matar a ex-namorada e estava ao lado do corpo dela.

Conforme apuração realizada pela DEDM de Cáceres, o acusado tem diversos registros por crimes relacionados à violência doméstica contra outras ex-companheiras e também uma condenação pela Comarca de Cáceres por estupro de vulnerável.

Fonte: Repórter MT

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)