Policial

Homem embriagado tenta invadir Palácio da Alvorada onde mora Jair Bolsonaro e Exército efetua disparo para contê-lo

Segundo a PM, Exército atirou contra o homem para evitar que ele entrasse na residência do presidente. Ninguém ficou ferido. Equipe de segurança da residência oficial do presidente atirou contra o pneu do carro para impedir ação do motorista

O homem de 45 anos que tentou invadir o Palácio da Alvorada na madrugada deste sábado, 18 de Dezembro, estava dirigindo embriagado e em alta velocidade, segundo a SECOM (Secretaria Especial de Comunicação Social) do governo federal.

Além disso, ele desrespeitou as ordens da equipe de segurança do local para parar o carro, que só se deteve quando os guardas atiraram contra o pneu do veículo.

Em nota enviada à imprensa, a secretaria explicou que o carro estava “em velocidade incompatível com o perímetro de segurança e na contramão”, e que o motorista ultrapassou o bloqueio de segurança do Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, sem autorização, seguindo em direção ao Palácio da Alvorada.

“Imediatamente, os sentinelas adotaram os procedimentos-padrão de alerta e de segurança, os quais não foram respeitados pelo condutor. O deslocamento do veículo foi interrompido após ser atingido com um disparo no pneu”, informa a nota da SECOM.

Uma equipe do Exército que faz a segurança do local impediu a entrada do homem no Alvorada ao efetuar um disparo de arma de fogo contra ele. Apesar disso, segundo a PM, o homem não ficou ferido.

Após ser detido pelos militares, o homem foi encaminhado à sede da Polícia Federal em Brasília, onde segue preso.

De acordo com a secretaria, policiais do 6º Batalhão de Polícia Militar do Distrito Federal foram acionados e constataram que o motorista estava “visivelmente embriagado”. A equipe o conduziu ao IML (Instituto de Medicina Legal) e à delegacia de Polícia Federal para os procedimentos de autuação.

A nota da SECOM não diz se o disparo foi efetuado por uma equipe do Exército, como afirmou mais cedo a assessoria de imprensa da PMDF.

A reportagem pediu um posicionamento da Polícia Federal, da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência) e do Exército, mas não recebeu nenhuma resposta até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto para manifestação.

Bolsonaro não está em Brasília neste fim de semana. Na sexta-feira (17), ele viajou para o Guarujá, no litoral de São Paulo, para descansar alguns dias. A previsão é que ele volte ao DF na quarta-feira (22).

Fonte: R7 Notícias

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)