Policial

Em Vilhena, PRF aumenta fiscalização e reduz mortes em rodovias

“O objetivo principal da PRF não é multar. Mas orientar, fiscalizar e coibir as infrações”. Número de motoristas drogados dispara 233%

Dados revelados hoje, pela 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, em Vilhena, revelam uma queda brusca do número de mortes e acidentes graves no trecho das BRs 364 e 174, fiscalizados pela entidade, que vai do distrito do Guaporé até Comodoro, no Mato Grosso.
 
O levantamento compara os números do primeiro semestre de 2018 com os do mesmo período este ano. 

De acordo com as estatísticas oficiais, no ano passado foram 174 acidentes, contra 148 agora, queda de 15%. As ocorrências graves caíram 35%. Mortes foram dez em 2018, contra 9 até agora, queda de 10%.

Mas, se as tragédias foram reduzidas, quantidade de infrações flagradas pela PRF nas duas rodovias disparou em seis meses: os casos de embriaguez na direção subiram 115% e os de motoristas dirigindo sob o efeito de drogas aumentaram em inacreditáveis 233%. As multas por ultrapassagens indevidas cresceram 67% no período.

Ao comentar os números, a PRF disse, através de sua assessoria: “O objetivo principal da PRF não é multar. Mas orientar, fiscalizar e coibir as infrações. A autuação é consequência do aumento das fiscalizações. O extrato de tudo isso: VIDAS SALVAS. REDUÇÃO DE ACIDENTES. ESSE É O NOSSO MAIOR OBJETIVO”.

A corporação também destacou a importância da sociedade vilhenense, e disse que não enfrenta problemas na abordagem: “O nosso trabalho só funciona se a população colabora. E é isso que tem sido feito pelos vilhenenses, a quem agradecemos”, disse um representante da PRF.

 

Fonte: Folha do Sul

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)