Geral

Em Vilhena, após acordo com a prefeitura, taxistas e motoristas de aplicativo voltam a trabalhar

Ônibus e mototaxistas ainda estão proibidos. Semtran promete fiscalizar regras com rigor; serviço volta hoje

Um acordo entre taxistas, motoristas de aplicativos e a Secretaria Municipal de Trânsito de Vilhena garantiu que os serviços de mobilidade urbana na cidade voltem a funcionar a partir desta quinta-feira, 26 de Março.

De acordo com o titular da Pasta, Róccio Aires Cândido, a decisão foi baseada na constatação de que pessoas que precisavam de transporte, em situação de emergência, estavam sendo prejudicadas.

O próprio secretário disse ter visto uma paciente do Hospital Regional ficar sem ter como voltar para casa ao receber alta, porque não achava taxis, nem carros de aplicativos.

O retorno da atividade, no entanto, obedecerá regras rígidas, que a Semtran promete fiscalizar com rigor. Serão apenas 20 veículos por cada um dos seis aplicativos que existem na cidade, mesma quantidade liberada para taxis.

Pelo acordo, os motoristas terão que oferecer álcool em gel para os passageiros e poderão transportar apenas duas pessoas, no banco de trás dos carros.

Condutores e clientes são obrigados a usar máscaras durante as corridas. Mas foi aberta a exceção para os passageiros em virtude da falta do produto em Vilhena.

O titular as Semtran explica que todos os aplicativos e a categoria que representa os taxistas deverão apresentar a lista das placas autorizadas a transportar passageiros, cabendo a eles decidir os critérios do revezamento. Quem for parado sem estar cadastrados terá o carro apreendido e pagará multa.

A circulação de ônibus e mototaxis continua proibida pela Semtran até o dia 31 de março, conforme prevê o decreto assinado pelo prefeito Eduardo Japonês (PV) suspendendo a atividade.

Agora, você poe solicitar a Rápido Car para ir ao seu destino normalmente e pagando barato por isso.

 

Fonte: Folha do Sul

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar